Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Denúncias no processo eleitoral do Cefet-RJ são encaminhadas à corregedoria
Início do conteúdo da página
Notícias

Comissão da Câmara cria Federal da Grande Dourados

  • Quinta-feira, 02 de junho de 2005, 15h58

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei nº 4.659/04, do Poder Executivo, que cria a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD/MS), por desmembramento da Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Farão parte da nova instituição os bens, os cursos e os alunos matriculados da UFMS no campus de Dourados e os do Núcleo Experimental de Ciências Agrárias da mesma cidade.

O projeto cria 480 cargos de professor, 96 cargos de médico, 279 de técnico administrativo de nível superior e 608 cargos de técnico administrativo de nível médio, além dos cargos de reitor, vice-reitor e mais 45 cargos de direção e 186 funções gratificadas. A fase de implantação da UFGD está prevista para durar quatro anos, sendo que o impacto financeiro anual foi estimado em aproximadamente R$ 48 milhões – pessoal e custeio para quando a universidade estiver funcionando plenamente. Esses recursos serão provenientes do Orçamento da União.

Objetivos - A região da Grande Dourados abrange 37 municípios, correspondendo a 15,6% do território estadual e a 41,52% da população de Mato Grosso do Sul. Atualmente, o campus de Dourados da UFMS oferece 12 cursos de graduação, seis cursos de especialização, quatro de mestrado e um de doutorado e conta com 125 professores, 100 dos quais pertencentes ao quadro da carreira da UFMS. Com a implantação da UFGD, serão criados 26 cursos de graduação, um de especialização, três de mestrado e três de doutorado, que atenderão a dois mil novos alunos, além de concretizar a implantação do hospital universitário.

Tramitação - O projeto está tramitando em regime de urgência e ainda será votado nas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ir a plenário.

Repórter: Sonia Jacinto, com informações da Agência Câmara

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página