Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC publica edital do processo seletivo para o segundo semestre de 2019
Início do conteúdo da página
Notícias

Álcool é o principal vício de estudantes

  • Terça-feira, 21 de junho de 2005, 12h21

Álcool e tabaco são os principais vícios dos alunos do ensino fundamental (a partir da quinta série) e médio das escolas públicas. A constatação é de pesquisa da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Os dados foram apresentados no 1º Fórum sobre o Financiamento da Redução da Demanda de Drogas nos Estados e Municípios Brasileiros, na Câmara dos Deputados, em maio.

O 5º Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas Psicotrópicas entre Estudantes do Ensino Fundamental e Médio da Rede Pública, realizado nas capitais brasileiras, comparou estudos anteriores e considerou fatores como relacionamento familiar, aspectos pessoais, religião e prática esportiva. A pesquisa permite a comparação de dados sobre uso de drogas entre estudantes do Brasil e de outros países. Foram entrevistados 48.155 alunos da rede pública, de ambos os sexos, com idade a partir de dez anos. Em todas as faixas etárias, o álcool é a principal droga utilizada, ao menos uma vez na vida. Mas há diminuição do uso freqüente de bebida alcoólica em comparação com levantamentos anteriores.

O estudo mostra que, em 2004, em Belém (PA), 57,5% dos entrevistados consumiam bebidas alcoólicas. Em 1997, a porcentagem era de 65%. Em Brasília (DF), o índice caiu para 46,1%, em 2004. Em 1993, era de 79,9%. Em São Paulo (SP), o índice de jovens que usavam álcool freqüentemente era de 67,5%, em 2004. Em 1993, era de 80,5%. Em Curitiba (PR), a porcentagem era de 68,8%, no ano passado. Em 1989, era de 86,6%. E em Fortaleza, o uso foi atestado em 71,4% dos entrevistados, em 2004. Em 1997, o índice era de 80,8%.

Pais - A pesquisa mostra que alunos do sexo masculino, em relação aos do sexo feminino, apresentam maior consumo de drogas como maconha, solventes, anfetamínicos e outras, exceto álcool e tabaco. Observa-se uma associação entre o consumo e o relacionamento ruim com os pais ou entre estes. Levantamentos em 1987, 1989, 1993 e 1997 facilitam a pesquisa sobre o consumo de drogas na população escolar. Eles permitem obtenção de elementos norteadores das políticas públicas de abrangência nacional.

Ao se comparar os resultados com a pesquisa de 1997 percebe-se a diminuição do uso freqüente de álcool e tabaco entre os estudantes. Mais informações sobre a pesquisa, pelos telefones (61) 411-2902, 411-2097 e 411-2502 e nos endereços eletrônicos O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Repórter:Susan Faria, com informações da Senad

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página