Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
Notícias

MSU quer reduzir o tempo para implantação da reserva de vagas

  • Quarta-feira, 22 de junho de 2005, 14h55

Líderes do Movimento dos Sem Universidade (MSU) estiveram reunidos com o ministro da Educação, Tarso Genro, nesta quarta, 22, para reivindicar ao MEC a alteração de alguns artigos do anteprojeto da reforma universitária. Além da redução do tempo, de dez para quatro anos, na implantação da reserva de vagas para estudantes do ensino público, o MSU quer a isenção da taxa de vestibular para alunos das escolas públicas e não apenas para alunos considerados de baixa renda. Comunicaram, ainda, que o movimento pretende promover um ato público em favor da reforma universitária, a ser realizado em São Paulo, provavelmente em julho.

O ministro Tarso Genro reafirmou a importância do encontro com o MSU; “mantemos aberto o diálogo com todos os segmentos da sociedade, interessados em construir a reforma universitária”. Tarso lembrou que o anteprojeto não está com o seu texto totalmente definido e que esta, ainda, é a segunda versão do documento. A intenção, de acordo com o ministro, é promover mais uma rodada de discussões com os segmentos interessados no tema, para depois formatar o texto definitivo e enviá-lo ao Congresso.

Com relação à reserva de vagas, o texto prevê dez anos para a implantação de 50% de vagas destinadas a estudantes oriundos das escolas públicas e dentro deste percentual será aplicada a proporção de afrodescentes relativa a cada estado, segundo dados do IBGE. O MSU solicita a redução para quatro anos na implantação da reserva de vagas. “Solicitamos ao MSU que encaminhe as propostas para alterações e o MEC vai analisar a viabilidade dessas alterações”, disse o ministro Tarso Genro.

Repórter: Alexandre Costa

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página