Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Inscrição para o concurso Caminhos do Mercosul termina em julho

  • Quarta-feira, 22 de junho de 2005, 14h57

Alunos do ensino médio de escolas públicas e privadas têm até o final de julho para participar do concurso histórico-literário Caminhos do Mercosul e concorrer a uma viagem de oito dias para conhecer a capital do país, Brasília, e conviver com estudantes da Argentina, Bolívia, Chile, Uruguai e Paraguai. Podem concorrer alunos nascidos em 1988 e 1989. Os trabalhos – apresentados na forma de monografia, ensaio, conto ou investigação histórica – devem atender a um destes quatro temas: Juscelino Kubitschek e a construção de Brasília; Oscar Niemeyer e as principais obras arquitetônicas de Brasília; Brasília: marco do urbanismo contemporâneo e da arquitetura moderna; Brasília e as reservas do patrimônio natural. O concurso, lançado em Brasília, em 17 de maio, é realizado nos seis países do Mercosul e tem o objetivo de incentivar a integração regional a partir da escola.

Promovido pelo Setor Educacional do Mercosul (SEM) e Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), o concurso tem três etapas: uma seleção na escola, outra na Secretaria Estadual de Educação e a última no Ministério da Educação. Cada país deverá selecionar seis estudantes que, juntos, farão a viagem para Brasília. Os gastos com transporte aéreo e terrestre, nacional e internacional, hospedagem e alimentação serão custeados pelo SEM e pela OEI.

São objetivos do concurso: promover uma consciência favorável à integração regional, estimular e fortalecer vínculos entre os estudantes dos seis países do sul do continente latino-americano, ampliar os conhecimentos e o respeito à diversidade cultural. Na parte específica da monografia, os ministérios da Educação dos países-membros pretendem estimular a pesquisa sobre a região e gerar espaços de participação estudantil nos campos da cultura e do saber.

O regulamento exige que os estudantes cursem o ensino médio em escola pública ou privada em país do Mercosul, com bom aproveitamento. No Brasil, os trabalhos devem ser apresentados em português e nos demais países, em espanhol, com o mínimo de dez páginas e máximo de 20. Os trabalhos devem ser apresentados na escola onde ocorre a primeira seleção.

A escola tem até 22 de agosto para encaminhar os melhores trabalhos à Secretaria Estadual de Educação. Na etapa nacional, cada estado pode participar com cinco trabalhos, que deverão ser entregues ao MEC até 2 de setembro. O anúncio dos ganhadores será em 13 de setembro. Os países do Mercosul deverão comunicar ao Ministério da Educação do Brasil os nomes dos selecionados, em 14 de setembro. Os 36 ganhadores, seis de cada país, farão a viagem-prêmio a Brasília, de 2 a 9 de outubro.

Patrocínio – Lançado em 26 de março de 2003 para comemorar o Dia do Mercosul e os dez anos de criação do bloco, o concurso histórico-literário é patrocinado por um país a cada ano. Em 2003 a promoção foi da Argentina, que escolheu o tema O Gaúcho e o Cruzeiro do Sul; em 2004 coube ao Chile o concurso, que teve como tema Pablo Neruda: poeta, cidadão, político e Prêmio Nobel de Literatura. Em 2003 e 2004, o concurso permitiu a 72 estudantes do ensino médio, dos seis países, conhecer parte da história, da geografia e da cultura da Argentina e do Chile.

Repórter: Ionice Lorenzoni

 

 

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página