Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página
Educação superior

ProUni recebe quase 3 milhões de inscrições para 214 mil bolsas em 13,5 mil cursos em todo o país

  • Segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017, 20h00

O Programa Universidade Para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições de educação superior privadas de todo o país, teve 1.535.042 candidatos inscritos em todo o país na primeira chamada. Como cada um tem direito de escolher duas opções de curso, o número de inscrições quase dobrou, chegando a 2.976.550. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 6, em coletiva de imprensa, na sede do Ministério da Educação.

No total, foram ofertadas 214.242 bolsas em 13.521 cursos, distribuídos em 1.065 instituições de ensino de todo o Brasil. O número é o maior desde a criação do programa, em 2004, e representa crescimento de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram oferecidas 203.602 bolsas. Neste ano, foram registrados 7,16 candidatos por vaga.

Cada candidato pôde escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil.

Perfil - A maior parte dos candidatos é do sexo feminino – 60% do total de inscritos (913.784), contra 40% do sexo masculino (621.258). Os inscritos com até 22 anos somam 1.033.766 – 67% do total. O número de pessoas com deficiência que se candidataram foi de 14.822. A maior parte dos inscritos é de São Paulo (270.667), seguido de Minas Gerais (179.484) e Bahia (109.923).

Concorrência – O curso mais disputado pelos candidatos foi direito, com 268.864 inscrições. Em seguida vem administração (268.041) e pedagogia (180.020). As inscrições por ampla concorrência somaram 1.810.885 e por cotas 1.165.665. A nota de corte mais alta do país foi em Santa Maria (RS), para o curso de medicina (811,30), seguida de Colatina (ES), também para o curso de medicina (809,34), e Teresina, para o curso de engenharia civil (799,80).

“Há uma boa distribuição nas várias regiões do país”, destaca o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Barone. “Temos ambos os programas, Sisu [Sistema de Seleção Unificada] e ProUni, alcançando estudantes de todo o país”.

De acordo com o secretário, embora ainda exista preferência dos candidatos por cursos da área de ciências sociais aplicadas, a procura pelos cursos de engenharia tem aumentado nos últimos anos. “Políticas desenvolvidas pelo ministério devem ser capazes de aumentar a atratividade da área de tecnologia e de saúde de tal modo a suprir as necessidades do país não só de mercado, mas de políticas públicas”, afirmou.

Próximos passos – Com o resultado divulgado, a comprovação das informações será entre 6 e 13 de fevereiro. O resultado da segunda chamada será divulgado em 20 de fevereiro. A comprovação das informações nessa etapa será entre 20 e 24 de fevereiro. Quem quiser ficar na lista de espera tem entre 7 e 8 de março para se manifestar. Para esses candidatos, a comprovação das informações será de 13 a 14 de março.

Veja a apresentação do ministro sobre o resultado do ProUni

Assessoria de Comunicação Social

 

Assunto(s): ProUni , educação superior
X
Fim do conteúdo da página