Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Proposta de novas normas para a formação do professor avança
Início do conteúdo da página
Educação superior

Ministro anuncia a implantação da Unidade Acadêmica de Belo Jardim, em Pernambuco

  • Segunda-feira, 05 de março de 2018, 19h32

Belo Jardim (PE), 5/3/2018 – O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou nesta segunda-feira, 5, a implantação de campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em Belo Jardim. O novo campus é uma das marcas da programação do centenário da UFRPE, com a criação do polo de engenharia e inovação tecnológica.

Durante o evento, que aconteceu em Belo Jardim, Mendonça Filho destacou que a ampliação reforça o compromisso do Ministério da Educação em garantir oferta de ensino superior em todos os recantos do Brasil. “Quando se proporciona a criação de um campus e a interiorização da universidade federal, está se garantindo mais acesso a oportunidades”, discursou. “Os estudantes daqui muitas vezes têm que se deslocar 50, 80 ou até 200 km para fazer um curso superior. Uma universidade pública em um raio mais próximo beneficia os estudantes do ensino médio que buscam um curso superior na região.”

Serão oferecidas na unidade de Belo Jardim quatro graduações em engenharia – química, de controle e automação, computação e hídrica. A estimativa é de que 1,6 mil estudantes sejam atendidos em uma jornada de cinco anos. Para a reitora da UFRPE, Maria José de Sena, cursos têm o propósito de qualificar recursos humanos para a região e desenvolver a economia local. “Esta é mais uma unidade que estamos criando e implantando no Agreste de Pernambuco e com a perspectiva de fortalecer a formação dos jovens que aqui residem e formar profissionais críticos e preparados para fortalecer a economia da região.”

Ao falar em nome de seus colegas da região, a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, destacou a importância, a do novo campus para evitar uma emigração de talentos. “Para toda a população daqui é de uma importância imensa a instalação desse campus. Você tem que ter um suporte bom para sair da sua cidade e fazer uma faculdade em outro local, e muitas vezes esses jovens que vão para fora não voltam para suas cidades e o município perde muito”, disse.

O local onde será instalada a unidade provisória ainda não foi definido. A UFRPE deverá lançar um edital com as características necessárias para essa operação. Já a instalação definitiva será em terreno doado pelo Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), com área aproximada de 8 hectares.

O ministro Mendonça Filho observou que a nova unidade facilitará a permanência dos estudantes em sua região (Foto: André Nery/MEC)

O projeto da nova unidade prevê um prédio de quatro pavimentos para docentes; prédio de dois pavimentos para a sede administrativa; biblioteca; restaurante universitário; dois prédios de salas de aula com três pavimentos cada; prédio de laboratórios; galpão de almoxarifado; galpão de oficina e garagem; galpão para setor de manutenção; central de tratamento de esgoto; reservatório de reuso de água; auditório para 450 lugares; área de serviços com xerox e cantina; central de descarte de resíduos; duas casas de estudantes; casa da guarda; quadra poliesportiva e piscina semiolímpica.

Expansão – Conforme lembrou Mendonça Filho, o processo de expansão das universidades federais e dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia tem sido contínuo e um compromisso assumido pelo MEC nos últimos anos. Isso, reforçou o ministro, tem demonstrado um avanço na interiorização do ensino superior com a perspectiva de desenvolvimento local, regional e nacional. Em Pernambuco, por exemplo, a UFRPE possui as unidades acadêmicas interioranas de Garanhuns, Serra Talhada e a do Cabo de Santo Agostinho.

A região no entorno de Belo Jardim abrange uma população estimada em 952 mil habitantes e engloba as cidades de Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Caruaru, Pesqueira, Sanharó, São Bento do Una, São Caetano, Bom Conselho, Garanhuns e Arcoverde. Essa região é constituída por indústrias de transformações, indústrias químicas, agroindústria, serviços, atividade têxtil, pecuária e agropecuária. A vocação industrial e agropecuária, historicamente destacada na economia pernambucana, desempenha grande importância no desenvolvimento do estado, permitindo a integração das empresas instaladas e a universidade. 

Em Belo Jardim, além de outras empresas, está instalada a maior planta de produção de baterias da América Latina, com um parque tecnológico que agrega um instituto de pesquisa e que demanda profissionais de nível superior nas áreas de engenharia ainda não atendidas pelas universidades públicas da região. No entorno da cidade, é registrada uma alta demanda por profissionais nessas áreas.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): engenharia , UFRPE , Belo Jardim
X
Fim do conteúdo da página