Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página
TV Escola

Salto para o Futuro pergunta: a internet sem riscos é possível?

  • Terça-feira, 10 de abril de 2018, 10h52

O Brasil é um dos quatro maiores polos de divulgação de pornografia infantil do mundo, atrás dos Estados Unidos, da Coreia do Sul e da Rússia, segundo a ONG Rainbow Phone. Esse quadro, que expõe mais da metade das crianças entre oito e 12 anos a ameaças digitais, como cyberbullying e vício em videogames, é o tema do programa Salto do Futuro exibido nesta quarta, 11, às 20h, pela TV Escola, emissora vinculada ao MEC.

Para o Instituto DQ, que concluiu o estudo de impacto DQ2018, em parceria com o Fórum Econômico Mundial, vivemos a “pandemia de risco cibernético”. Segundo o relatório, 260 milhões de crianças em todo o mundo estão envolvidas com cyberriscos, e a perspectiva é que esse número se eleve para até 400 milhões em 2020. Segundo o relatório apresentado durante o Fórum Econômico Mundial, crianças gastam, em média, 32 horas sozinhas na frente de telas digitais em busca de entretenimento, tempo superior ao que passam na escola.

O debate do programa apresenta uma questão fundamental: a internet sem riscos, principalmente para crianças em idade escolar, é possível? Os convidados são Rodrigo Nejm, diretor de educação do SaferNet, organização civil que é referência nacional no enfrentamento aos crimes e violações aos Direitos Humanos na internet; e Neide Cardoso de Oliveira, procuradora regional da República. Para os debatedores, a educação para a cidadania digital é fundamental.

“Por mais que a criança domine os botões e teclas, ela não vai dominar as outras dimensões se não tiver uma educação para o uso crítico da web”, alerta Rodrigo Nejm. Além da pornografia, aliciamento infantil, homofobia, racismo e neonazismo são algumas das ameaças que atingem diretamente crianças e adolescentes que navegam na internet sem nenhuma mediação.

Neide Cardoso de Oliveira reforça a preocupação levantada por Rodrigo. “Os efeitos da exposição ao cyberbullying em crianças e jovens não só apenas físicos, mas principalmente psicológicos, e ficam como marcas para aquele ser humano para o resto da vida”, ressalta.

Com apresentação de Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, Salto para o Futuro é exibido todas as quartas e também pode ser assistido em tempo real na página da TV Escola, bem como pelos aplicativos.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página