Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministro apresenta resultados gerais do Enem 2016 e celebra êxito na realização do exame
Início do conteúdo da página
Educação básica

Dirigentes municipais apresentam suas demandas ao Ministério durante reunião

  • Segunda-feira, 09 de julho de 2018, 20h10

O ministro Rossieli Soares ouviu e conversou com os dirigentes sobre as questões da educação básica (Foto: Luís Fortes/MEC)Membros da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) estiveram reunidos com o ministro da Educação, Rossieli Soares, nesta segunda-feira, 9, em Brasília, para apresentar uma série de demandas para melhorias na educação básica. Entre os assuntos abordados estavam o financiamento para matrículas em creches, os programas Novo Mais Educação e de Gestão da Educação Municipal e critérios de liberação de recursos pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Essa foi a primeira reunião institucional realizada entre o ministro e o colegiado da Undime. De acordo com Rossieli, foram apresentadas dificuldades enfrentadas pelas secretarias municipais de educação que precisam ser melhoradas e aperfeiçoadas. “O diálogo tem que ser constante com estados e municípios. Ter encontros como esse é fundamental para fortalecer as políticas e encontrar um melhor caminho para a educação no Brasil”, afirmou o ministro, que se comprometeu a analisar as demandas apresentadas já nos próximos dias.

A Undime reúne os gestores dos 5.570 municípios brasileiros. Segundo o presidente da instituição, Alessio Costa Lima, esse diálogo é fundamental para que o MEC esteja inteirado das pautas mais urgentes para a educação pública municipal. Ele destacou que um dos principais pontos apresentados pelos dirigentes municipais é a defesa das creches como primeira etapa da educação infantil. “As crianças devem ser assistidas com políticas que garantam de fato o desenvolvimento no meio educacional. Precisamos assegurar as conquistas da educação brasileira, que tem um grande diferencial em relação às oferecidas por outros países”. Alessio ainda citou como exemplo de diferencial a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A defesa da educação infantil também foi ressaltada pelo presidente da Undime de Goiás, Marcelo Ferreira da Costa. “Nós respondemos pela grande maioria da educação infantil no país. Não podemos deixar de defendê-la como parte importante do desenvolvimento das crianças”, frisou. Marcelo também mencionou que reuniões como essas são importantes para que os municípios exponham as suas vontades e necessidades, e que o MEC tem trabalhado de forma persistente na construção de uma colaboração entre governos federal, estaduais e municipais.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): educação básica , Undime
X
Fim do conteúdo da página