Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Ministro da Educação inaugura o 18º campus do IFMG, em Ibirité, Minas Gerais

  • Sexta-feira, 23 de novembro de 2018, 17h22

Belo Horizonte (MG), 23/11/2018 – Prestes a completar dez anos, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) amplia sua atuação na região metropolitana de Belo Horizonte com a inauguração, nesta sexta-feira, 23, do novo campus em Ibirité. A solenidade, que contou com a presença do ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, foi realizada na sede recém-construída do instituto, no bairro Vista Alegre.

“O ânimo de receber mais um instituto federal desse porte é enorme”, destacou o ministro. “O potencial de transformação que nós temos é gigante. Olhando para essa criançada de hoje, daqui a alguns anos muitos deles estarão aqui dentro, num instituto federal pensado para o futuro. Este campus está começando da melhor maneira possível, com um projeto visionário, para o desenvolvimento efetivo desta região”.

Iniciada em 2014, a obra, de 5.453,88 metros quadrados, compreende bloco didático de seis pavimentos com 26 salas de aula, 22 laboratórios, biblioteca, banheiros, salas administrativas, 17 gabinetes de professor, áreas de convivência, estacionamento e jardim. A estrutura tem acessibilidade e conta com instalação de fibra ótica para rede de internet. O campus possui ainda guarita, subestação elétrica, estação de tratamento de efluentes e sistema para captação e aproveitamento de água de chuva. Foram investidos aproximadamente R$ 17,6 milhões em obras e instalações, além de R$ 706 mil em equipamentos para fins didáticos.

De acordo com o diretor-geral do campus, Oiti José de Paula, a chegada do IFMG a Ibirité, prevista desde 2012, só foi possível com o apoio da prefeitura municipal, que ofereceu como contrapartida ao governo federal o terreno onde o imóvel foi construído. “A prefeitura da época fez tudo o que podia e a atual faz tudo o que pode”, disse.

Kleber Gonçalves, reitor da IFMG, credita o sucesso do instituto a todos os envolvidos. “Estamos inaugurando nosso 18º campus quando comemoramos dez anos de IFMG”, declarou. “Ao lembrar da construção do IFMG ao longo dos anos, tenho de ressaltar diversas pessoas que foram importantes, como os técnicos e os docentes, sem esquecer os alunos, que são a razão de ser do instituto. Nos seus dez anos, o IFMG se apresenta não somente como uma instituição pública de educação, mas também como um caminho efetivo para transformar vidas.”

O ministro Rossieli Soares, no descerramento da placa da nova unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais: “Este campus está começando da melhor maneira possível, com um projeto visionário” (Foto: André Nery/MEC)

Futuro – Com processo seletivo para ingresso de alunos já em andamento, o campus Ibirité vai iniciar o ano letivo de 2019 com oferta de cinco cursos, sendo três técnicos integrados ao ensino médio, nas áreas de automação industrial, mecatrônica e sistemas de energia renovável; o curso superior de engenharia de controle e automação; e o curso técnico concomitante em sistemas de energia renovável, que estará em seu segundo período, pois as aulas começaram em outubro deste ano. A expectativa é de que, na integralização dos cursos, 1,4 mil estudantes frequentem as aulas.

Atualmente, sete servidores técnico-administrativos trabalham no campus e 22 docentes já estão em atividade parcial. Outros 15 serão contratados via concurso público, com previsão de lançamento de edital ainda em 2018 e nomeação no primeiro semestre do ano que vem.

Para Rossieli Soares, o futuro da educação do país é o ensino técnico e profissional. “Aquilo que os institutos federais fazem é aquilo que precisamos levar para muito mais gente o Brasil, não só para aqueles que vierem ao instituto federal”, ressaltou. “O Brasil precisa fazer o que outros países fazem há décadas, que é valorizar a educação técnica e a educação profissional. Somos um país em que apenas 8% das matrículas regulares têm educação técnica e profissional efetivamente, ao contrário da Finlândia, que tem a flexibilidade para que 50% dos alunos façam a educação técnica. Nosso país precisa cada vez mais da educação técnica olhando para o futuro, como esse instituto de Ibirité está olhando para a indústria 4.0. É essa a vocação dos institutos federais. Essa verticalização, organização que este campus está criando, deve ser o exemplo para que a gente siga, olhando para a vocação do município, com os pés e os olhos no futuro.”

IFMG – Criado em 2008, por meio da Lei 11.892, de 29 de dezembro, o IFMG, que tem reitoria instalada em Belo Horizonte, está presente em 18 cidades do estado, nas regiões metropolitana, central, centro-oeste, leste e zona da mata. A instituição, que atualmente oferta 192 cursos para quase 17 mil alunos, foi estruturada a partir da integração dos antigos Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) das cidades de Bambuí e Ouro Preto, com a então Escola Agrotécnica Federal de São João Evangelista e as Unidades de Educação Descentralizada, Uneds, de Congonhas e Formiga. Desde então, vem ampliando suas unidades e as oportunidades de capacitação, oferecendo cursos que vão do nível técnico à pós-graduação.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página