Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Seleção de elaboradores e revisores termina nesta sexta, 24; cadastro é pela internet
Início do conteúdo da página
Educação Superior

ProUni garante acesso e ajuda estudante a realizar seu sonho

  • Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019, 13h33

Luana Estella é uma das candidatas do Programa Universidade para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2019 (Foto: Arquivo pessoal)

Depois de muitas dúvidas entre alguns cursos universitários, Luana Estella Ribeiro Lisboa Ferreira, de 18 anos, decidiu cursar psicologia. Para realizar seu sonho, ela vai tentar uma bolsa de estudos pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). “Estou mais nervosa do que animada. Agora vou fazer a faculdade e focar no que eu quero. Acho que vou ser bem mais feliz”, prevê a estudante, que mora no Guará, cidade do Distrito Federal. As inscrições para bolsas do ProUni estão abertas. Tiveram início em 31 de janeiro e terminam às 23 horas e 59 minutos do dia 3 de fevereiro, pelo horário de Brasília, exclusivamente via internet.

Luana acabou de concluir o ensino médio e fez a mais recente edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os últimos anos de escola foram feitos em uma instituição particular, como bolsista integral, e em duas escolas públicas da capital da República.

“Sempre tive interesse em conhecer a mente, mas não queria como profissão. Pensei em fazer direito, em estudar para concurso, depois pensei em turismo – tinha certeza de que queria turismo – pensei em biologia, história.... No ensino médio, estava decidida por turismo. Mas durante as férias pensei muito e não tem jeito, quero psicologia e é isso”, pontua a estudante determinada. Ela também disputa uma vaga na Universidade de Brasília (UnB).

Já Ana Luiza Rodrigues de Sousa, 18 anos, igualmente moradora do Guará, fez a última edição do Enem e vai tentar uma bolsa do ProUni para cursar gastronomia. Ana conta que sempre gostou de lidar com comida, seja montando dietas ou colocando a mão na massa para preparar algum prato.

“O ProUni me ajudaria bastante porque pela nota do Enem eu poderia conseguir uma bolsa boa de 70% ou 50%. Eu não teria muita condição de fazer o curso sem a bolsa e teria que trabalhar para pagar a faculdade. Seria um foco a mais”, conta. A sua outra opção seria tentar nutrição em alguma instituição pública do DF.

Morando com a mãe e a avó, Ana já está em busca de estágios para ajudar a custear os estudos. E faz planos para quando estiver formada. Ela pretende fazer um concurso para colocar suas habilidades em prática. “Sei que tem muitas vagas, como em hospitais”, planeja.

Thaís Horrana é bolsista integral do ProUni e está no sétimo semestre de arquitetura e urbanismo em uma faculdade particular de Brasília (Foto: Arquivo pessoal)Integral - Aos 21 anos, Thaís Horrana cursa o sétimo semestre de arquitetura e urbanismo em uma faculdade particular de Brasília. Moradora de Ceilândia (DF), ela é bolsista integral do ProUni e conta que, sem o incentivo do programa, teria que adiar seu sonho por alguns anos.

“Eu não tinha condições de pagar o curso de arquitetura. Estava trabalhando e pagava para fazer matemática. O intuito era ter uma profissão e poder pagar meu curso. Estava tentando desde o ensino médio. No primeiro semestre de 2016 consegui a bolsa e ingressei no curso”, lembra a estudante.

Thaís sempre se interessou por arquitetura e construção civil. Chegou a considerar outros cursos, como foi o caso da graduação em matemática que conseguiu pagar graças ao emprego de recepcionista de voos internacionais no aeroporto de Brasília, mas nunca perdeu o foco da área em que pretendia trabalhar.

Agora, na reta final do curso, a estudante está cheia de expectativas. “Eu espero uma colocação bacana no mercado de trabalho. Estou trocando de estágio, saindo de um tribunal e indo para um escritório, que nessa reta final de curso é bem melhor para minha área, pelo menos, inicialmente. Então, a expectativa é bem bacana”, conta Thaís.

Programa – O ProUni concede bolsas de estudos integrais e parciais em cursos de graduação em instituições de ensino superior privadas. Em contrapartida, oferece a isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Podem participar estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais, com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos. Os candidatos são selecionados pelas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), desde que não tenham zerado a redação.

Confira a página do ProUni para fazer a inscrição

 

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página