Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
Combate ao coronavírus

Universidade Federal de Goiás apresenta protótipo de respirador mecânico

  • Terça-feira, 12 de maio de 2020, 13h51

O projeto é uma das iniciativas da universidade no enfrentamento à Covid-19

A Universidade Federal de Goiás (UFG) apresentou um protótipo de respirador mecânico produzido pela Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC) da instituição. O projeto, denominado Pneuma, fez o equipamento com peças comerciais de fácil acesso. O trabalho prevê a criação de uma linha de produção de ventiladores mecânicos em que parâmetros técnicos de segurança do paciente sejam plenamente garantidos.

Segundo o professor da EMC, Sigeo Kitatani Júnior, o protótipo é uma solução paralela aos ventiladores comerciais. O preço de custo será por volta de R$ 15 mil. O valor vai depender das empresas que vão participar do consórcio que está sendo proposto para a produção dos equipamentos em série. A universidade já está em contato com empresas candidatas a essa produção. Uma das empresas irá submeter o projeto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para comercializar o ventilador.

A UFG, que é detentora do projeto, disponibilizará o direito da produção para esta empresa, com o intuito de produzir ventiladores para a rede pública de saúde. Para testar esse formato de parceria, mesmo antes de ter o registro na Anvisa, a UFG irá produzir algumas unidades para preparar e testar a linha de produção.

O professor Sigeo Kitatani explica que o preço médio de um respirador encontrado no mercado é de R$ 60 mil e o prazo de entrega gira em torno de 90 a 180 dias. Com a evolução da pandemia, muitos desses prazos poderão não ser cumpridos. “Poderemos chegar a uma produção de 20 ventiladores por semana, caso tenhamos todos os recursos, inclusive de preparação das empresas”, destacou.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da UFG

Assunto(s): MEC , UFG , coronavírus
X
Fim do conteúdo da página