Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Reestruturação e Expansão do Ensino Médio no Brasil

O ensino médio brasileiro será reformulado. Novo currículo e modelo pedagógico, aliado à expansão das matrículas, permitirão a oferta de uma educação atrativa e de qualidade a todos os jovens e adultos. Em dezembro de 2008, um grupo de trabalho composto por técnicos do Ministério da Educação e da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República apresentou um estudo sobre a reestruturação e expansão do ensino médio no Brasil.


Um dos principais desafios da educação consiste no estabelecimento do significado dessa etapa: uma mera passagem para o ensino superior ou inserção na vida econômico-produtiva? O documento mostra uma concepção inovadora do ensino médio, com a formação integral do estudante estruturada na ciência, cultura e trabalho. Estabelece um significado mais amplo e reconhece na integração à educação profissional técnica uma importante política pública, mas que precisa ser complementada com a mudança curricular do ensino médio “tradicional” não profissionalizante.


Neste sentido, além da expansão da Rede Federal de Educação profissional e Tecnológica, deve-se priorizar a melhoria da escola de ensino médio da rede estadual de educação, que mantêm mais de 85% das matrículas.


O estudo realizado mostra alguns dos desafios da universalização nessa etapa para que ela seja com qualidade para todos, ou seja, aponta para a necessidade de uma política que atenda à diversidade e aos anseios da juventude e da população adulta que volta à escola.



X
Fim do conteúdo da página