Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Residências em saúde > Estudantes > Pós-graduação > Universidades públicas firmam convênios de apoio à pesquisa
Início do conteúdo da página

Universidades públicas firmam convênios de apoio à pesquisa

Representantes de 91 universidades públicas e instituições brasileiras de pesquisa e de ciência e tecnologia assinaram, com o ministro da Ciência e Tecnologia, Eduardo Campos, convênios que destinarão R$ 110 milhões, provenientes do Fundo Setorial de Infra-Estrutura, à aquisição, instalação e manutenção de equipamentos para pesquisa. Os recursos também serão utilizados para a construção, complementação, adequação e recuperação de instalações físicas, elétricas e hidráulicas.

A agência Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) destinam aos convênios firmados 20% dos recursos reservados a cada Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O objetivo é modernizar e ampliar a infra-estrutura e os serviços de apoio à pesquisa desenvolvida em instituições públicas de ensino superior e de pesquisas brasileiras.

"Temos a maior e mais diversificada comunidade científica e tecnológica da América Latina. Os convênios representam um esforço para fortalecê-la e ampliá-la. Estamos dando um passo importante neste sentido", afirmou Eduardo Campos. O ministro destacou o aumento de 22% no valor das bolsas para estudantes de graduação inscritos nos programas Iniciação Científica (IC) e Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic). “São ações complementares para fortalecer o sistema nacional de ciência e tecnologia e sua capacidade de pesquisa”, disse.

Infra-estrutura – Os convênios resultam do edital lançado em dezembro de 2004, pela Finep, agência de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia. Um dos destaques é o aporte para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, onde estão as maiores necessidades de infra-estrutura. Os investimentos para essas regiões alcançam R$ 41,7 milhões, o equivalente a 37,9% dos recursos empenhados.

A Universidade Federal do Paraná é a instituição que irá receber mais recursos. Serão destinados R$ 3,8 milhões para a instituição investir na implementação de oito metas. O total dos repasses no valor de R$ 110 milhões, que serão destinados ao apoio de 185 subprojetos contemplados entre as instituições, deverá ser liberado até o final de 2006.

Repórter: José Leitão

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página