Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Secretaria de Educação Superior > Estudantes > Pós-graduação > Abertas inscrições para intercâmbio de pós-graduandos entre Brasil e Portugal
Início do conteúdo da página

Abertas inscrições para intercâmbio de pós-graduandos entre Brasil e Portugal

Estão abertas, até 30 de agosto, as inscrições para o programa de cooperação internacional da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) em parceria com o Gabinete de Relações Internacionais da Ciência e do Ensino Superior de Portugal (Grices). O programa apóia projetos conjuntos de pesquisa de cursos de pós-graduação recomendados pela Capes e financia o intercâmbio de bolsas de doutorado-sanduíche e pós-doutorado. No ano passado, a Capes aprovou 27 projetos nas áreas de engenharias e ciências sociais, que estão em andamento. Este ano, o programa recebe projetos de todas as áreas.

“No mundo globalizado é importante cooperar para não ficar para trás”, diz a assessora da coordenação-geral de Cooperação Internacional da Capes, Maria Luiza Pereira. O programa Capes/Grices foi criado em 1997. Foram 240 projetos conjuntos aprovados entre Brasil e Portugal, com a participação de 1.500 pesquisadores e estudantes brasileiros. Segundo Maria Luiza, o intuito do programa é ampliar a rede acadêmica entre os países. “É preciso trocar experiências e conhecimento”, completa.

Para ingressar no programa, o professor deve estar vinculado a um programa de pós-graduação stricto sensu avaliado pela Capes, preferencialmente com conceitos cinco, seis e sete. O projeto deverá ter caráter inovador e privilegiar o efeito multiplicador do conhecimento. O grupo de pesquisa no Brasil deverá identificar um parceiro português. São necessários dois doutores por equipe. Um deles deve ser o coordenador.

O doutorado-sanduíche é um doutorado em colaboração com alguma instituição de pesquisa do exterior. Normalmente, o doutorando passa uma fase inicial no Brasil, seguida de uma fase no exterior (um ano), e retorna para a última fase, no final da qual ocorre a defesa.

Vantagens – As vantagens do programa de cooperação são missões de trabalho, para atividades de ensino e pesquisa, e bolsas de estudos para doutorado-sanduíche e pós-doutorado. São concedidas, anualmente, até duas bolsas de estudos para brasileiros, por projeto, independentemente da modalidade. No caso de pós-graduando stricto sensu, serão considerados os candidatos que tenham cumprido pelo menos um ano ou 50% dos créditos de estudos no Brasil.

O professor do programa Capes/Grices receberá bolsa de 1.100 euros (cerca de R$ 3.000,00) para doutorado-sanduíche e 2.000 euros (cerca de R$ 5.600,00) para doutorado pleno, passagens aéreas e diárias em Portugal. Além de custeio (material de consumo acadêmico) para os gastos da pesquisa, no valor máximo de R$ 5 mil por equipe de brasileiros, que pode ser composta por, no mínimo, seis pesquisadores e dois doutores formados.

A duração dos projetos será de dois anos, com prorrogação por mais um. Em novembro, será feita a reunião conjunta de seleção dos projetos. As atividades começam em janeiro de 2007. (Assessoria de Imprensa da Capes)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página