Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Secretaria de Educação Superior > Estudantes > Pós-graduação > Inscrições abertas para concurso sobre relações de gênero
Início do conteúdo da página

Começa análise de novos cursos de mestrado e doutorado

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) iniciou nesta semana o processo de avaliação de 478 propostas de novos cursos de mestrado e doutorado encaminhadas pelas instituições de ensino superior neste ano.

Do total, 282 são de mestrado acadêmico, 82 de mestrado profissional e 112 de doutorado. A área que mais recebeu propostas foi a multidisciplinar, que inclui o ensino de ciências e matemática: foram 82 projetos, um crescimento de cerca de 12% comparado a 2004.

Para o presidente da Capes, Jorge Guimarães, num ano tão especial como este da avaliação trienal — momento em que todos os cursos são avaliados e suas notas podem ser modificadas — essas propostas são recebidas com muita expectativa em relação às suas características de qualificação. Segundo ele, um aspecto revelante é o grau de inovação da proposta, com especial destaque para a composição qualidade-flexibilidade do curso. “Esta dupla característica está estabelecida desde o Parecer Newton Sucupira, de 1965, que fundamenta o modelo operacional da pós-graduação brasileira”, ressalta.

Cerca de 750 consultores de 45 áreas do conhecimento irão participar do processo de análise das propostas encaminhadas. O processo de análise começa com reuniões entre os integrantes das comissões de área. Ao avaliar as propostas de cursos novos, é verificada a qualidade de tais propostas e se elas atendem ao padrão de qualidade requerido pela Capes, tais como: qualificação e experiência do corpo docente, infra-estrutura física da instituição e compromissos da instituição quanto ao apoio prioritário ao curso.

As instituições enviaram suas solicitações de novos cursos por meio do Aplicativo para Propostas de Cursos Novos (APCN) 2007. O instrumento, que pode ser acessado no Portal da Capes, é o meio usado pelas pró-reitorias para detalharem seus projetos. A Capes recebeu, em 2006, 449 propostas e aprovou 323 novos cursos.

Regiões — O Sudeste foi o que mais apresentou propostas, com 198,  seguido do Nordeste, com 112. Em terceiro lugar, vem a região Sul, com 89 propostas. De acordo com a coordenadora de Acompanhamento e Avaliação da Capes, Rúbia da Silveira, o número total de projetos encaminhados pelo  Norte e Centro-Oeste foi algo positivo. "Verificamos um número expressivo de propostas de doutorados, isso aponta um amadurecimento nos grupos de pesquisa das regiões Norte e Centro-Oeste", avalia. O Norte enviou à Capes 29 propostas e o Centro-Oeste 50. (Assessoria de Imprensa da Capes)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página