Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Escolas rurais, quilombolas e indígenas são tema de evento
Início do conteúdo da página
Notícias

Federal Fluminense aprova novo Enem como vestibular

  • Quarta-feira, 06 de maio de 2009, 16h07
A Universidade Federal Fluminense (UFF) aprovou a proposta de mudança no vestibular da instituição e passará a adotar o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como primeira fase do processo seletivo. O novo modelo já valerá para o ingresso em 2010.

A decisão foi tomada pelo conselho universitário da UFF nesta quarta-feira, 6. A aprovação foi baseada na votação feita pelo Conselho de Ensino e Pesquisa da instituição na semana passada, que decidiu pela mudança, por unanimidade. O tema havia sido debatido anteriormente no Fórum de Coordenadores de Graduação, que reuniu representantes de 45 cursos de Niterói e do interior do Rio de Janeiro, em 28 de abril.

Atualmente, as universidades que decidirem usar a proposta do Comitê de Governança – composto por técnicos do Ministério da Educação e reitores – de utilização do Enem nos vestibulares têm quatro possibilidades: o Enem como fase única; como primeira fase; como fase única para as vagas remanescentes do vestibular; ou combinado ao atual vestibular da instituição. Neste último caso, a universidade definirá o percentual da nota do Enem a ser utilizado para a construção de uma média junto com a nota da prova do vestibular.

A Federal Fluminense acolheu a proposta de utilizar o exame como primeira fase. Assim, a primeira fase do vestibular da UFF, eliminatória, será constituída por duas provas com pesos iguais; uma com 200 questões objetivas do novo Enem e outra, com questões objetivas elaboradas pela própria universidade. A segunda fase – redação e prova discursiva para conhecimentos específicos – se manterá como é hoje.

A UFF adota, desde 2008, um sistema de bônus sobre as notas dos estudantes. Agora, os alunos da rede pública estadual e municipal que passarem para a segunda fase, caso alcancem rendimento acima de 70% no novo Enem, terão um acréscimo de 15% sobre a nota final.

O MEC prevê a aplicação do novo Enem em todo o país no início de outubro. Para isso, espera que todas as instituições federais de ensino superior façam sua opção, caso participem do modelo, até o dia 8.

Veja a proposta do novo modelo de vestibular da UFF.

Letícia Tancredi

Saiba mais sobre o novo Enem
X
Fim do conteúdo da página