Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

“A leitura opera milagres”, diz vencedora do Prêmio Objetivos do Milênio

  • Sexta-feira, 16 de dezembro de 2005, 16h15
  • Última atualização em Quarta-feira, 16 de maio de 2007, 11h46

Foto: Wanderley PessoaMais de 27 experiências colaboraram para o Brasil avançar nas metas estabelecidas para o milênio pela Organização das Nações Unidas (ONU). As ações, selecionadas por um júri de renomados especialistas, receberam homenagem do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na quinta-feira, 15, em Brasília, na solenidade de entrega da primeira edição do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Brasil. Todas elas são práticas inovadoras de inclusão social, alcance da cidadania e promoção dos direitos humanos.

O prêmio é uma iniciativa do governo federal, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade. Entre os premiados, personalidades que dedicam ou dedicaram a vida à promoção da cidadania e dos direitos humanos, como o cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Cláudio Hummes, e o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho. Além de ações desenvolvidas em diferentes regiões para promoção da saúde da mulher e da criança, gestão de recursos hídricos, inclusão social, turismo sustentável, entre outras.

A coordenadora de bibliotecas do Distrito Federal, Dinorá Couto Cançado, foi uma das premiadas. Voltada à educação, criou uma biblioteca para portadores de deficiência visual, a Biblioteca Braile Dorina Nowill, em Taguatinga (DF). Em dez anos de trabalho voluntário, Dinorá desenvolveu diversos projetos, a exemplo do Revelando Autores em Braile, que reuniu a produção de 83 deficientes visuais e 58 escritores brasilienses. “A leitura é uma maneira de mudar o mundo, como a inclusão social e a educação de qualidade. A leitura opera milagres na resolução dos problemas sociais”, diz. 

Trabalho – Segundo Dom Cláudio Hummes, o Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio reconhece iniciativas que ajudam o Brasil a atingir a evolução social que precisa alcançar. “Cardeal dos trabalhadores”, Hummes foi agraciado pelo projeto do Centro de Atendimento ao Trabalhador, que une Igreja Católica, sociedade e governo no combate ao desemprego. “Iniciativas assim socializam, divulgam e se apresentam como modelos a serem multiplicados para toda a sociedade”.

O cardeal ressaltou que o desenvolvimento do Brasil depende da educação. Para ele, um país sem escolarização suficiente e uma escola que não dê o ensino ideal não segue em frente. “Precisamos de uma escola que eduque integralmente, senão nunca sairemos do subdesenvolvimento”, considerou.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, disse que os projetos revelam a qualidade do trabalho desenvolvido de norte a sul do Brasil para atingir as metas do milênio. “Eles contribuem para a melhoria nas condições de vida dos brasileiros, como apontou a pesquisa do IBGE”, finalizou.

Objetivos do Milênio – Em 2000, 189 países reunidos na Cúpula do Milênio das Nações Unidas definiram oito objetivos que devem ser alcançados até 2015: erradicar a extrema pobreza e a fome, atingir o ensino primário universal, promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres, reduzir a mortalidade da infância, melhorar a saúde materna, combater o HIV/aids, a malária e outras doenças, garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer parceria mundial para o desenvolvimento. A primeira edição do Prêmio ODM Brasil recebeu 920 inscrições. Confira os 27 vencedores.

Repórter: Cristiano Bastos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página