Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Unipampa: 6,6 mil fazem o vestibular
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

Enem será oferecido em presídios e na Febem

  • Quinta-feira, 04 de maio de 2006, 13h45
  • Última atualização em Quarta-feira, 23 de maio de 2007, 08h25

Jovens e adultos que cumprem sentenças judiciais em 38 presídios de seis estados e do Distrito Federal e em 50 unidades da Febem de São Paulo vão fazer este ano as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 27 de agosto. Até esta quinta-feira, 4, dirigentes de 88 estabelecimentos penais do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Goiás, Bahia, Roraima e Distrito Federal informaram ao MEC que estudantes que concluíram o ensino médio ou que estão concluindo em 2006, em cumprimento de penas, farão a inscrição ao exame.

Foram solicitadas à Coordenação-Geral de Exames do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) duas mil fichas de inscrição, que serão preenchidas nos presídios e enviadas ao Inep para digitalização. A adesão dos sistemas penitenciários ao Enem pode ser feita em todo o período de inscrição, que vai até 2 de junho.

Além de preencher as fichas, as penitenciárias, presídios e unidades da Febem precisam assinar um termo de compromisso onde garantem ao Inep manter a segurança na aplicação das provas. Segundo Alessandra Regime Ferreira Abadio, da Coordenação-Geral de Exames do Inep, as provas serão aplicadas pelos professores que trabalham nestes locais e a fiscalização será de agentes penitenciários que estiverem de folga no domingo, 27 de agosto.

O interesse pelo Enem vem crescendo nas unidades penitenciárias desde 2002, primeiro ano em que a prova foi aplicada nestes locais. Dados do Inep indicam que em 2002 cinco estabelecimentos participaram; em 2003 foram nove; em 2004, participaram 50; em 2005, foram 91. No ano passado, dois sentenciados que cumprem pena em regime aberto no Paraná e no Distrito Federal obtiveram bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) com as notas do Enem.

Onde estão - Participarão do Enem 2006 sentenciados de quatro presídios do Complexo Frei Caneca e de 12 presídios de Bangu, no Rio de Janeiro; das 50 unidades da Febem de municípios de São Paulo, dos presídios Osvaldo Cruz, Itaí e Tremembé e do Centro de Ressocialização de Araçatuba, no estado de São Paulo; dos quatro presídios de Curitiba e dos seis de Piraquara, no Paraná; dos cinco presídios do Complexo da Papuda e da prisão feminina Colmeia, no DF; da Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia (GO); e do Conjunto Penal de Valença (BA).

São candidatos os estudantes que concluíram e os que estão concluindo o ensino médio. As opções para fazer a inscrição são três: todos podem usar a internet na página eletrônica do Inep ou na escola para os concluintes e agências dos Correios para os egressos. Para os estudantes das escolas públicas a inscrição é gratuita e para os das escolas particulares a taxa é de R$ 35,00. Em 2006, o exame será oferecido em 800 cidades. A nota já é aceita nos processos seletivos em mais de 400 instituições de educação superior e é a porta de entrada do ProUni.

Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página