Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC dá posse ao reitor da Universidade Federal do Maranhão
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

Acre se destaca na Prova Brasil

  • Segunda-feira, 03 de julho de 2006, 14h14
  • Última atualização em Segunda-feira, 21 de maio de 2007, 09h17

As notas dos alunos de 4a série do ensino fundamental público do Acre, nas disciplinas de língua portuguesa e matemática, tiveram o melhor desempenho no país, se comparadas às provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2003. Os estudantes acreanos  tiveram média de 158,3 pontos em português, no Saeb 2003, e, agora, alcançaram média de 170,7 pontos na disciplina, o que significa aumento de 12,4 pontos, a melhor variação absoluta do país, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC).

Os acreanos melhoraram em matemática. Tiraram 158,7 no Saeb e conseguiram 171,9 pontos ou 13,2 acima no Prova Brasil. Contudo, nas duas disciplinas, os alunos de 4a série do ensino fundamental público do Acre ainda continuam abaixo da média nacional, tanto do Saeb como da Prova Brasil. As escolas acreanas que mais colaboraram para elevar os patamares das notas na Prova Brasil foram a Municipal Frei Peregrino Carneiro de Lima, da capital, cujos alunos tiraram 205,1 em língua portuguesa, e o Colégio de Aplicação de Rio Branco, onde eles alcançaram média de 203,9 pontos em matemática. Isso com relação aos alunos da 4ª série.

Na 8ª série, a média foi de 217,4 em língua portuguesa, no Prova Brasil, ou 3,5 pontos a menos do que no Saeb 2003, quando os alunos alcançaram 220,9 pontos. Em matemática, subiram 8 pontos: 231,1 na Prova Brasil e 223,1 no Saeb. O Colégio de Aplicação se destacou na 8ª série: 248,4 em português e 267,5 em matemática. No Acre, 14.132 alunos de 179 escolas de 22 municípios participaram da Prova Brasil. Foram 10.474 alunos de 122 escolas estaduais, 3.570 de 56 escolas municipais e 88 do Colégio de Aplicação de Rio Branco, ligado à Universidade Federal do Acre.

Distrito Federal – No ranking nacional da Prova Brasil, as melhores notas estão com os 39.613 alunos de 335 escolas do Distrito Federal. Eles fizeram 190,4 em língua portuguesa e 198,8 em matemática, relativos à 4ª série do ensino fundamental. Os alunos de 8ª série conseguiram 232,1 pontos em língua portuguesa e 248,7 em matemática. Em ambas as provas e nas duas séries, os brasilienses tiveram pontuação melhor do que no Saeb.

No âmbito nacional, as escolas que ficaram nos primeiros lugares na Prova Brasil foram as da região Sudeste: Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Quatro escolas públicas do Rio de Janeiro conseguiram o melhor desempenho em língua portuguesa e matemática, na 4ª e na 8ª série. Na 4ª série, os alunos do Ciep 279 Professor Guiomar Gonçalves, do município de Trajano de Morais, tiraram 287,2 pontos em língua portuguesa; e os alunos do Centro de Ensino Januário de Toledo Pizza, de São Sebastião do Alto, alcançaram 288 pontos em matemática. As escolas são estaduais e já implementaram o ensino fundamental de nove anos. Os alunos da 8ª série do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro conseguiram as melhores notas da Prova Brasil tanto em língua portuguesa como em matemática no nível da 8ª série, respectivamente, 310,3 e 347,3 pontos.

Conhecimento – Qualquer cidadão poderá saber o desempenho da escola pública dos seus filhos, da sua cidade, estado e do Brasil. Os dados da primeira edição da Prova Brasil estão disponíveis na internet e serão enviados, a partir da próxima semana, às escolas que participaram do programa. A Prova Brasil avaliou o conhecimento de língua portuguesa (com foco em leitura) e matemática (com foco em solução de problemas) de 3.306.317 estudantes da 4a e 8a série do ensino básico da rede pública. As provas foram aplicadas em cerca de 160 mil turmas de 41 mil escolas urbanas, em 5.398 municípios, em novembro de 2005. É a primeira vez no país que se faz uma prova universal para alunos de 4a e 8a série, o que permite ao MEC divulgar dados por estabelecimento de ensino.

A Prova Brasil indica os resultados por escola e dá subsídios para pressão pelo ensino de qualidade, mobilização e comparações de escola por escola, município por município, nos âmbitos estaduais e nacional, enquanto o Saeb é feito por amostragem e faz uma macroavaliação do sistema educacional. O Inep aplicou a Prova Brasil em parceria com as secretarias estaduais e municipais de educação. Foram mais de 20 mil colaboradores. Os alunos responderam, também, a um questionário sobre seu contexto social, econômico e cultural. Além de subsidiar o debate sobre qualidade de ensino e estabelecer metas para esse desempenho, a Prova Brasil objetiva auxiliar os governantes nas decisões e no direcionamento de recursos técnicos e financeiros. As informações estão na página eletrônica do Inep.

Repórter: Susan Faria

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página