Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Técnicos recebem capacitação para monitorar planos de ações
Início do conteúdo da página
Diversidade

Inscrições abertas para programa de formação em direitos humanos

  • Segunda-feira, 27 de março de 2006, 13h10
  • Última atualização em Quinta-feira, 17 de maio de 2007, 11h20

O Ministério da Educação abriu edital para que faculdades de direito das universidades públicas e privadas comunitárias participem do programa Reconhecer, que fortalece a formação cidadã de professores e estudantes, sobretudo na área de direitos humanos. O Reconhecer tem orçamento de R$ 450 mil para 2006. Cada projeto aprovado receberá até R$ 45 mil. As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de abril, no sítio da Secretaria de Ensino Superior (SESu/MEC), com preenchimento de formulário e apresentação de plano de trabalho.

O Reconhecer tem como objetivos: construir práticas emancipatórias a partir de uma nova cultura jurídica; e valorizar e promover o respeito à autonomia e à auto-sustentabilidade das comunidades de afrodescendentes, povos indígenas, população prisional, portadores de necessidades especiais e das pessoas que têm o vírus HIV/Aids. O programa prioriza questões como garantia de diversidade sexual, execução penal, problemas agrários ou do meio urbano, ligados à moradia e ao trabalho, trabalho escravo, direitos da criança e do adolescente.

Projetos – Os projetos deverão atender a pelo menos um dos seguintes eixos: formação e qualificação em direitos humanos e em assessoria jurídica popular; publicação de trabalhos acadêmicos que reflitam sobre uma cultura de direitos humanos; e ações em direitos humanos para comunidades. Os projetos serão selecionados por critérios acadêmicos e relevância social. Os aprovados serão acompanhados, durante sua execução, pelo MEC, por relatórios enviados pelas faculdades e visitas onde serão feitas as atividades.

O Reconhecer é desenvolvido pelas secretarias de Educação Superior (SESu) e de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad). Tem apoio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça. O programa é fruto das discussões realizadas em novembro de 2005, em Brasília, no seminário Emancipar. A coordenadora-geral de Políticas Estratégias de Educação Superior, Fernanda Alves dos Anjos, diz que o programa envolve áreas de ensino, pesquisa e extensão universitária.

Segundo Fernanda, “é necessário a promoção de uma cultura que venha criar um caminho para a formação cidadã dos alunos, orientada pelos direitos humanos”. Mais informações pelos telefones (61) 2104-9221 ou 2104-9831 ou no correio eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Repórter: Susan Faria

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página