Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Duzentas mil pessoas foram capacitadas para trabalhar na aplicação do Enem
Início do conteúdo da página
Educação especial

Alunos com deficiência terão computadores à sua disposição

  • Quarta-feira, 07 de julho de 2010, 18h30
  • Última atualização em Quarta-feira, 07 de julho de 2010, 18h30
Escolas públicas da educação básica que têm alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação receberão este ano 24.200 laptops. Até junho, o Ministério da Educação entregou 51% dos computadores que, nas escolas, integram as salas de recursos multifuncionais.

De acordo com dados da Secretaria de Educação Especial (Seesp) do MEC, além dos 24.200 computadores que estarão disponíveis para os estudantes nas salas de recursos, o ministério distribuiu 3.023 laptops para uso de alunos cegos que estão em uma dessas etapas da educação: nos anos finais do ensino fundamental, na educação profissional e na educação de jovens e adultos; para escolas com alunos surdos que frequentam o segundo ano do ensino fundamental, e para os núcleos de atividades em altas habilidades ou superdotação.

Os 3.023 laptops contemplam 23% dos alunos de classes comuns do ensino regular público. O computador portátil deve ser usado pelos estudantes na sala de aula e nas demais atividades escolares. Assegurar o acesso à informação é o objetivo desta iniciativa. Segundo a Seesp, a ação integra o projeto Livro Acessível, que faz parte dos programas de distribuição de livros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Salas de recursos – Em 2010, o Ministério da Educação também conclui a implantação de salas de recursos multifuncionais em 24.301 escolas públicas de ensino regular. Esse conjunto de escolas que serão atendidas representa 41% dos estabelecimentos de educação pública básica com matrícula de estudantes que são alvo da educação especial.

Há dois tipos de salas de recursos: o tipo um tem uma estrutura básica capaz de atender a qualquer deficiência; e a sala tipo dois é mais voltada para os alunos cegos. A sala dois, por exemplo, tem impressora Braille, globo terrestre com continentes e países em Braille e calculadora sonora.

Com a implantação das salas, o MEC atende dois objetivos: promover a acessibilidade na escola e apoiar os sistemas de ensino municipais e estaduais, na oferta de atendimento educacional especializado complementar ou suplementar à escolarização dos alunos.

Segundo a Seesp, parte dos equipamentos que integram as salas de recursos já foi entregue: 53% dos jogos pedagógicos e programa de acessibilidade; 30% do mobiliário; 40% dos equipamentos de informática; e 20% dos recursos específicos para alunos com deficiência visual.

Ionice Lorenzoni

Confira a lista de materiais pedagógicos das salas de recursos multifuncionais.

Assunto(s): Educação especial
X
Fim do conteúdo da página