Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC entrega campus Alagoinhas do Instituto Federal Baiano com investimento de R$ 11 milhões
Início do conteúdo da página
Educação especial

Exame certificará professores e intérpretes de Libras

  • Terça-feira, 24 de outubro de 2006, 14h01
  • Última atualização em Terça-feira, 15 de maio de 2007, 09h27

No Brasil, não há profissionais certificados, com diploma válido nacionalmente, para ensinar e interpretar a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). No entanto, todas as instituições de ensino superior (IES) deverão incluir a disciplina, de acordo com o Decreto nº 5.626/05, nos cursos de graduação que formam professores – como as licenciaturas, pedagogia e fonoaudiologia. Para atender à demanda das IES, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aplicará, nos dias 28 e 30 de janeiro de 2007, a primeira avaliação já feita na América Latina para conferir certificados de proficiência a esses profissionais.

O Exame Nacional de Certificação de Proficiência em Libras e de Certificação de Proficiência em Tradução e Interpretação da Libras (Prolibras), resulta de parceria entre a Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) e a UFSC. “Os certificados vão comprovar a competência no ensino, interpretação e tradução da Libras, tanto para que os profissionais atuem no ensino superior quanto no básico”, explica a assessora técnica da Seesp, Marlene Gotti.

O Exame Prolibras recebeu 4.730 inscrições e será feito em todas as capitais do país. Os interessados no certificado de proficiência para professores de Libras são usuários surdos ou ouvintes de Libras. Já os candidatos a intérpretes são ouvintes fluentes em Libras. Os intérpretes devem ser capazes de converter o português falado e escrito em linguagem de sinais e vice-versa. A conversão permite que o aluno surdo acompanhe aulas ao lado de colegas ouvintes. Os candidatos a professor e a intérprete passarão por provas objetivas e práticas.

Curso a distância – Uma rede de nove universidades federais de ensino superior irá iniciar o curso de graduação Letras-Libras ainda este ano. A aula inaugural será nesta sexta-feira, 27, na UFSC, e será proferida pela assessora Marlene Gotti. Os cursos são a distância e formarão 500 professores de Libras a cada quatro anos. Segundo Marlene Gotti, a idéia para o próximo ano é implantar o curso em mais estados e criar o curso de bacharelado em Letras-Libras, para formar intérpretes. Outras informações na página eletrônica da Seesp.

Maria Clara Machado

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página