Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministro visita Universidade de Brasília e discute expansão
Início do conteúdo da página
Fórum Mundial

Brasil Profissionalizado terá recursos de R$ 790 milhões

  • Quarta-feira, 25 de novembro de 2009, 18h57
  • Última atualização em Quinta-feira, 26 de novembro de 2009, 12h33
Foram anunciados nesta quarta-feira, 25, investimentos de R$ 790 milhões do programa Brasil Profissionalizado para 23 estados e para o Distrito Federal. Os recursos são para construção ou reforma de escolas estaduais, compra de mobiliário e equipamentos e formação de professores. “A Rede Federal está em plena expansão, mas só com as escolas estaduais daremos conta de atender a toda demanda que o Brasil apresenta”, explicou Eliezer Pacheco, secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação.

O MEC está finalizando os projetos dos estados para firmar os convênios e repassar os recursos relativos a 2009. “Os estados traçam suas metas e principais necessidades e, com esse material cuidadosamente analisado, fazemos o repasse”, detalhou o diretor de articulação institucional da educação profissional, Gleisson Rubin, durante o anúncio, feito em entrevista coletiva no Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, em Brasília.

O projeto arquitetônico das escolas é padrão, fornecido pelo MEC. Custa R$ 6 milhões e prevê a construção de uma biblioteca, 6 laboratórios, 12 salas de aula e capacidade para atender a 1,2 mil estudantes. Cada estado solicitou ao MEC suas principais demandas; portanto, o valor dos recursos varia bastante de estado para estado. “Não temos cota máxima nem mínima. O valor depende da iniciativa do estado”, destacou Rubin.

Ampliação – Em 2008, o programa repassou R$ 524 milhões a 18 estados. Este ano, os recursos serão de R$ 790 milhões, para 24 entidades federadas. “Estamos unindo esforços com estados e municípios para garantir educação profissional ao maior número possível de jovens”, disse Eliezer Pacheco.

Assessoria de Comunicação Social do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica
X
Fim do conteúdo da página