Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Programa que leva computadores às escolas terá R$ 660 milhões
Início do conteúdo da página
Sisutec

Instituições da Região Norte abrem mais de 16 mil vagas

  • Quinta-feira, 24 de julho de 2014, 14h01
  • Última atualização em Quinta-feira, 24 de julho de 2014, 14h01

Cursos técnicos em turismo, cozinha, hospedagem, paisagismo, controle ambiental, meio ambiente e florestas têm vagas abertas em instituições de ensino em cidades de quatro estados da Região Norte — Pará, Amapá, Acre e Amazonas. São 17 cursos, que somam 1.338 vagas, distribuídas entre os municípios de Monte Alegre (PA), Macapá (AP), Rio Branco (AC) e Manaus (AM).

No conjunto, a região oferece 16.073 vagas em 27 municípios nesta edição do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). As inscrições estão abertas até sexta-feira, 25. Os cursos são gratuitos.

Turismo — O curso, de 800 horas, habilita o profissional a orientar passeios e viagens, a transmitir informações socioculturais, históricas, ambientais e geográficas. As opções de emprego são agências e operadoras de viagens, organismos públicos, privados e autônomos. Em Manaus, são dois cursos e 150 vagas nos turnos da manhã e noite.

Cozinha — Organização das instalações, seleção e preparo de matérias-primas, organização de cardápios, manipulação, armazenagem, estoque, consumo e custos de alimentos constituem o roteiro da formação. O campo de trabalho compreende restaurantes, bares, refeitórios, bufês, pousadas e cruzeiros marítimos. Manaus oferece dois cursos e 115 vagas nos turnos da manhã e noite. A formação também é feita em 800 horas de aulas.

Hospedagem — Recepção, atendimento a clientes, serviços de andares e suporte a clientes são pontos da formação. O profissional da hospedagem atua em hotéis, pousadas, flats, resorts, embarcações e hospitais. Em Manaus, há 200 vagas em três cursos, nos turnos matutino, vespertino e noturno. A carga horária é de 800 horas.

Paisagismo — Elaborar e executar projetos de paisagismo, organizar espaços, especificar elementos de projetos e definir planos de trabalho são atividades integrantes do curso, de 800 horas. São locais de trabalho os escritórios de design e de projetos de arquitetura e urbanismo, as empresas de jardinagem, produção e comercialização de plantas ornamentais, construtoras e imobiliárias. Em Rio Branco, a oferta é de 80 vagas no turno da manhã. Em Manaus, de 100 vagas, à noite.

Meio ambiente — A formação profissional, de 800 horas, abrange organização de programas de educação ambiental, conservação e preservação de recursos naturais, redução, reuso e reciclagem. As possibilidades de trabalho estão em instituições públicas e particulares e do terceiro setor e em estações de tratamento de resíduos e unidades de conservação ambiental. No município paraense de Monte Alegre, um curso abre 40 vagas, à tarde. Macapá tem três cursos e 300 vagas nos turnos matutino, vespertino e noturno.

Controle ambiental — O curso, de 800 horas, qualifica o profissional para gerenciar o manejo de resíduos; gerir o controle ambiental; racionalizar o uso de recursos naturais; operar estações de tratamento de efluentes, afluentes e resíduos sólidos; executar análises físico-químicas e microbiológicas de águas, efluentes e resíduos sólidos. O técnico pode atuar em instituições públicas e particulares e do terceiro setor e em estações de monitoramento e tratamento de efluentes, afluentes e resíduos sólidos. Há 200 vagas em Macapá para dois cursos, de manhã e à tarde.

Florestas — O curso aborda, em 1,2 mil horas, a produção de mudas florestais, extração e beneficiamento de madeira, processos de produção e manejo sustentável e industrialização de recursos florestais. O profissional é preparado para a elaboração de inventário florestal; administração de unidades de conservação e de produção florestal; preservação ambiental, fiscalização e monitoramento da flora e da fauna silvestres. Os campos de trabalho são instituições públicas e particulares e do terceiro setor; indústrias de papel e celulose; instituições de pesquisa, assistência técnica e extensão rural; parques e reservas naturais, indústrias de silvicultura e exploração florestal. Macapá tem dois cursos, de manhã e à tarde, e 153 vagas.

O Sisutec oferece, na atual edição, 289.341 vagas em cursos técnicos a estudantes que tenham concluído o ensino médio e feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013, com nota na redação que não seja zero. As vagas estão distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação.

Para conhecer o tipo de formação e os campos de trabalho de cada curso, o candidato a vagas no Sisutec deve consultar o Catálogo de Cursos Técnicos, disponível na página do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na internet.

A inscrição, gratuita, deve ser feita na página do Sisutec na internet.

Ionice Lorenzoni

Leia também:

Santa Catarina tem vagas em logística, aviação e área têxtil

Técnico em logística é o curso com maior oferta de vagas

Mato Grosso do Sul tem 99 cursos e mais de 5,6 mil vagas

Automação industrial abre vagas em 43 cursos de 33 municípios

Área de saúde tem oferta de 21 cursos técnicos pelo Sisutec

X
Fim do conteúdo da página