Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > FNDE adia início de reserva técnica de livros
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Moçambique descobre educação brasileira

  • Segunda-feira, 20 de agosto de 2007, 06h39
  • Última atualização em Segunda-feira, 20 de agosto de 2007, 08h47

Especialistas de Moçambique, país de língua portuguesa do Sudeste da África, estão no Brasil desde domingo, 19, para conhecer, até sábado, 25, o sistema brasileiro de educação profissional. O governo de Moçambique pretende implementar, até 2011, o Programa Integrado da Reforma da Educação Profissional. Para isso, vai se basear no modelo brasileiro.

Segundo a assessoria internacional da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), a visita terá três etapas. Na primeira, será conhecida a estrutura do ensino profissionalizante, do ponto de vista institucional, organizacional, do financiamento e da oferta. Em seguida, a delegação conhecerá as políticas desenvolvidas pela Setec em parceria com outros ministérios, como o da Saúde, e as secretarias especiais de políticas para mulheres e de promoção da igualdade racial.

Posteriormente, os moçambicanos viajarão para São Paulo, a fim de conhecer o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do estado. A delegação moçambicana tem, ainda, um encontro agendado com representantes do Centro Paula Souza, da rede estadual.

O Programa Integrado da Reforma da Educação Profissional de Moçambique prevê a reforma do sistema e o desenvolvimento institucional; o desenvolvimento de um sistema de formação baseado em padrões de competência; a melhoria da qualidade nas escolas de educação profissional; o acesso e a eqüidade.

Integram a missão do governo de Moçambique os professores Zeferino Martins, Anísio Matangala, Caldas Chemane, Lucas Balate e Ilídio Caifaz.

Ana Júlia Silva de Souza

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página