Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inep divulga gabarito do Encceja 2019
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

País terá mais 70 escolas técnicas em 2008

  • Sexta-feira, 31 de agosto de 2007, 11h40
  • Última atualização em Segunda-feira, 03 de setembro de 2007, 14h05

Ministro anuncia construção de 70 escolas técnicas em 2008 (Foto: Júlio César Paes)O Brasil ganhará, no próximo ano, 70 escolas técnicas. As obras devem começar em janeiro, quando também serão realizados os concursos, e as aulas, no segundo semestre. O Ministério da Educação vai investir R$ 750 milhões na construção de escolas, até 2010, em 150 municípios. Todos os estados e o Distrito Federal serão contemplados na segunda fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Haverá ainda a destinação de mais R$ 500 milhões, por ano, para custeio e salários de professores e funcionários.

O secretário de educação profissional e tecnológica, Eliezer Pacheco, anunciou nesta sexta-feira, 31, uma mudança, para 2008, na projeção inicial de implantação de 50 unidades a cada ano até chegar a 150 em 2010. “Identificamos 35 municípios com edificações prontas”, salientou. Segundo Pacheco, o Ministério da Educação vai concentrar esforços para implantar 70 unidades em 2008, outras 50 em 2009 e deixar apenas 30 para 2010.

Para que isso ocorresse, os municípios apresentaram contrapartidas ao MEC, que exigiu apenas a doação do terreno. A partir daí, especialistas em diversas áreas analisaram as propostas e criaram um ranking por estado para definir o cronograma de implantação. Quanto maior e mais qualificadas as contrapartidas, mais rapidamente o município vai receber a nova unidade.

A partir de segunda-feira, dia 3 de setembro, as prefeituras terão 120 dias para discutir as áreas nas quais serão oferecidos cursos e concretizar as propostas. Em 31 de dezembro, será encerrado o prazo para que as contrapartidas dos municípios sejam apresentadas aos centros federais de educação profissional e tecnológica (Cefets), aos quais caberá a implantação das escolas. A medida vai favorecer o controle da aplicação dos recursos pelo MEC e dinamizar a entrada em operação das unidades.

Fortalecimento — A expansão da rede está prevista no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O ministro da Educação, Fernando Haddad, considera a criação das 150 escolas até 2010 uma das ações estratégicas mais importantes do plano. “Vamos construir pelo menos um instituto federal de educação, ciência e tecnologia por estado. Uma das missões é fortalecer a educação pública no País, sobretudo no que diz respeito ao ensino médio”, afirmou. “Sem o apoio da rede federal, o ensino médio não vai se estruturar adequadamente.”

O ministro lembrou da importância dessas escolas para o desenvolvimento e o crescimento das regiões beneficiadas. “A participação da comunidade na definição dos cursos é oportuna porque ela vai indicar para os futuros institutos federais quais as áreas de maior sinergia com o desenvolvimento local”, afirmou.

O MEC pretende fortalecer o vínculo de cada unidade com sua região. “Com a fixação dos jovens nessas regiões, não será necessário que eles migrem para os grandes centros em busca de oportunidades educacionais”, destacou o ministro. Ao final de 2010, haverá 500 mil vagas e 354 escolas técnicas no Brasil.

Manoela Frade

Veja o cronograma de instalação das escolas técnicas federais por regiões:

Leia mais...
Escolas técnicas para 150 cidades

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página