Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Diploma dos tecnólogos vale para concurso e pós-graduação
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Prêmio estimula criatividade dos jovens

  • Terça-feira, 20 de novembro de 2007, 13h04
  • Última atualização em Quarta-feira, 21 de novembro de 2007, 16h24

No município de Senhor do Bonfim, no interior da Bahia, a mistura de polpa de umbu com leite e açúcar faz muito sucesso. Foi a partir da umbuzada, como a mistura é conhecida, que três alunos de nível médio da Escola Agrotécnica Federal de Senhor do Bonfim pensaram em produzir iogurte com frutas típicas nordestinas. O projeto foi um dos vencedores do Prêmio Técnico Empreendedor 2007, organizado pelos ministérios da Educação e da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Williams Andrade Silva, 24 anos, cursa o terceiro ano do nível médio e participa do prêmio pela segunda vez. “Na primeira, eu não passei na seleção, mas desta vez fui primeiro colocado”, comemora. Para o filho de agricultores, chegar à final da premiação trouxe muitas surpresas. Foi a primeira vez que Williams viajou de avião e também a primeira visita à capital do país. “Ele chegou aqui tremendo”, conta o colega Emersson Wilberto, 17 anos, que também desenvolveu o projeto sobre iogurte.

A entrega da sexta edição do prêmio aconteceu nesta terça-feira, 20, no Ministério da Educação. O concurso é dividido em três categorias, nos níveis técnico (médio) e tecnológico (superior): tema livre, inclusão social e cooperativismo. Tanto alunos quanto professores são contemplados. A equipe de Williams foi a vencedora na categoria cooperativismo, nível técnico. Em seu projeto, a equipe prevê a compra de frutas típicas produzidas por cooperativas da região. O primeiro colocado de cada categoria recebeu R$ 3 mil; o segundo, R$ 2 mil e o terceiro, R$ 1 mil.

Entrega da sexta edição do Prêmio Técnico Empreendedor 2007 (Foto: Elza Fiúza/ABr)Iniciativa — O presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, salientou a importância da promoção para a juventude. Para ele, o fato de o Brasil ter grande número de jovens deve ser aproveitado. “Nossa juventude é inquieta e inovadora. O Brasil, como país jovem que é, precisa investir nesse potencial”, destacou.

Aplicar conhecimento para gerar riqueza foi a motivação do professor universitário Josmael Roberto Kampa, 26 anos, um dos contemplados. Ele integra a equipe da Universidade Federal Tecnológica do Paraná, que desenvolveu um potabilizador portátil de água. O nome complicado traduz uma idéia simples: transformar água salgada em água própria para o consumo. “Nas embarcações, por exemplo, quem navega precisa levar muita água, e o peso aumenta o consumo de combustível”, explica o professor. Com a invenção de Josmael e de seus alunos, é possível economizar combustível nas embarcações, já que a máquina transforma água do mar em água potável.

O objetivo do Prêmio Técnico Empreendedor é divulgar e incentivar as ações desenvolvidas pelos alunos de cursos técnicos e tecnológicos. Para Williams, o vencedor que veio de Senhor do Bonfim, entretanto, a participação no concurso de 2007 fez mais do que os próprios organizadores esperavam. “Peguei dinheiro emprestado porque vou fazer vestibular no próximo dia 25 para medicina veterinária. Com o prêmio, vou pagar essa dívida”, relata. Se Wiliams passar no vestibular, será o primeiro da família a entrar num curso superior.

Além do presidente do Sebrae, também participaram da premiação o secretário de desenvolvimento agropecuário do Ministério da Agricultura, Márcio Portocarrero, e o secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco.

Ana Guimarães

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página