Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC e Impa debatem inclusão de alunos de 4º e 5º anos do fundamental na Olimpíada de Matemática
Início do conteúdo da página
Educação a distância

Capes fará avaliação dos polos do programa Pró-Licenciatura

  • Quinta-feira, 02 de abril de 2009, 14h17
  • Última atualização em Quinta-feira, 02 de abril de 2009, 14h59

A Universidade Aberta do Brasil (UAB) vai efetuar uma avaliação dos polos do programa Pró-Licenciatura em todo o país. O objetivo é integrá-los ao sistema UAB. Os avaliadores visitarão 45 polos, onde verificarão aspectos como infra-estrutura, corpo docente, projeto pedagógico, posição geográfica, entre outros. Nem todos os polos do Pró-Licenciatura passarão a fazer parte do sistema. A informação foi dada em reunião realizada nesta quarta-feira, 1, na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).


A Diretoria de Educação a Distancia da Capes, responsável pelo gerenciamento do sistema UAB, criou um grupo de discussão que definirá os critérios e parâmetros para a avaliação. O grupo é formado por coordenadores UAB, coordenadores de polos e especialistas que já realizam avaliação em outros sistemas do MEC. Após as visitas aos locais, os avaliadores devem elaborar um relatório e trocar impressões e experiências por meio de webconferência, através de um ambiente virtual a ser desenvolvido pela Fundação. Também poderão ser realizados seminários sobre o tema.


De acordo com a coordenadora-geral de Articulação Acadêmica da Capes, Nara Pimentel, o objetivo da avaliação não é aprovar ou reprovar os polos, mas verificar a qualidade dos cursos ofertados e promover as melhorias necessárias, garantindo a qualidade do ensino oferecido pelo sistema. “Não é uma avaliação para punir. Nosso objetivo é melhorar”, afirmou.


Outro ponto considerado estratégico pela Capes é a integração entre os coordenadores de polos da UAB e do Pró-Licenciatura e as instituições que oferecem os cursos. “Precisamos envolver as instituições porque serão elas as responsáveis pelos cursos”, disse Nara Pimentel.


A coordenadora destacou que o sistema UAB passa por um momento de maturação, já que está formando as primeiras turmas de graduação e iniciando cursos de especialização. Segundo ela, nessa fase o foco principal do sistema deve ser a avaliação.


“O processo de avaliação da Capes é reconhecido internacionalmente. E a instituição quer conhecer nosso processo”, afirmou Nara Pimentel, ressaltando que, embora o objetivo da avaliação da UAB seja diferente, é necessário buscar um padrão de qualidade compatível com a tradição da Capes. Ela afirmou ainda que a avaliação quanto à qualidade dos cursos deverá ser permanente.


Pró-Licenciatura – O Pró-Licenciatura é um programa do MEC que oferece formação inicial a distância a professores em exercício nos anos/séries finais do ensino fundamental ou ensino médio dos sistemas públicos de ensino. O Pró-Licenciatura ocorre em parceria com instituições de ensino superior que implementam cursos de licenciatura a distância, com duração igual ou superior à mínima exigida para os cursos presenciais, de forma que o professor-aluno mantenha suas atividades docentes.


O objetivo é melhorar a qualidade de ensino na educação básica por meio de formação inicial consistente e contextualizada do professor em sua área de atuação. O programa toma como ponto de partida a ação do professor na escola em que desenvolve seu trabalho, de forma que sua experiência do dia-a-dia sirva de instrumento de reflexão sobre a prática pedagógica.

Assessoria de Imprensa da Capes

X
Fim do conteúdo da página