Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Avaliação de cursos de tecnologia
Início do conteúdo da página
Gestão escolar

Projetos implementados após autoavaliação rendem prêmios

  • Quarta-feira, 01 de abril de 2015, 13h57
  • Última atualização em Quarta-feira, 01 de abril de 2015, 13h57

A proposta de oferecer ensino de excelência, com valorização da criatividade e iniciativas inovadoras, levou a Escola Estadual Manoel de Matos, em Santana do Mundaú, no interior de Alagoas, a uma autoavaliação. A partir dos resultados, a instituição planejou e implementou projetos, com a participação da comunidade, para solucionar os problemas.

Um exemplo é a proposta de intercâmbio com universidades. A ideia é que estudantes de educação ministrem oficinas e palestras a alunos da escola. Há também o pré-vestibular solidário, mais uma vez com a participação de estudantes universitários. O projeto Nordeste Feito à Mão, que envolve professores e alunos, obteve resultados tão bons que levou à realização de outro, o Lendo a Comunidade Quilombola Jussarinha, uma das três comunidades de remanescentes existentes no município.

“Essas e outras iniciativas fizeram a escola incorporar um movimento extraordinário, colocando dezenas de jovens nas universidades públicas e particulares de Alagoas, principalmente em 2012 e 2013”, relata a professora Quitéria Alves Calado de Melo, diretora da escola, que tem mais de 700 alunos matriculados no ensino fundamental e no médio. Para Quitéria, essa movimentação levou a escola Manuel de Matos a ser a vencedora de Alagoas na edição de 2013 do Prêmio Gestão Escolar, promovido pelo Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), com apoio do Ministério da Educação. “A autoavaliação fortaleceu nosso trabalho com gestão democrática e vivificou o desejo de participar do Prêmio Gestão”, diz. “E nos fez um grupo gestor com possibilidade de acreditar numa educação transformadora, experiência única, talvez, na minha vida e na vida da minha comunidade.”

De acordo com a professora, o prêmio tem despertado na escola a determinação de cumprir seu papel social, de desenvolver um trabalho que garanta qualidade de vida e promova uma formação cultural e científica que possibilite o contato dos alunos e demais segmentos da comunidade escolar com as diversidades e diferenças.

Os planos para 2015 incluem o fortalecimento da formação continuada de funcionários e professores e do conselho escolar, além da formação de lideranças estudantis e do desenvolvimento do projeto Gestor–Professor: Elos que Fortalecem a Aprendizagem dos Alunos, Inspirado em Experiências Inglesas. Outra meta é o desenvolvimento do projeto Connecting Classrooms – Identidade e Pertencimento: Diálogos entre Culturas, com o apoio do Consulado Britânico. Essa iniciativa será realizada entre a escola Manuel de Matos e uma instituição de ensino da Inglaterra.

Com graduação em letras e em pedagogia, Quitéria tem especialização em docência, em direitos humanos e em língua portuguesa e suas literaturas. Ela também cursa especialização em escola de gestores pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Professora municipal aposentada, integra a rede estadual de ensino desde 2001 e exerce a função de diretora desde 2010.

Fátima Schenini

Saiba mais no Jornal do Professor

X
Fim do conteúdo da página