Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Aprovada resolução que permite renegociar dívidas com o Fies
Início do conteúdo da página
Educação básica

Alunos vão aprender mais sobre os grandes mestres da música

  • Quarta-feira, 01 de fevereiro de 2006, 16h07
  • Última atualização em Quinta-feira, 17 de maio de 2007, 09h48

O projeto Música Brasileira no Tempo, desenvolvido pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em parceria com o Ministério da Educação, promete melhorar as aulas de iniciação à música nas escolas públicas de todo o país. Ele vai possibilitar que os estudantes conheçam as obras dos grandes mestres da música erudita brasileira e o contexto social da época em que foi composta e gravada.

O Música Brasileira no Tempo é constituído por uma série de quatro CDs e DVDs, produzidos pela Orquestra Sinfônica Nacional da UFF (OSN-UFF), sob regência e direção artística da maestrina Lígia Amadio. Segundo o pró-reitor de Extensão da UFF, Jorge Barbosa, será feita a reprodução de 40 mil exemplares de cada uma das séries do projeto, que serão distribuídos nas escolas públicas. As matrizes sonoras e as imagens do projeto também estarão disponíveis no Portal Domínio Público do MEC.

Séries – O protótipo da primeira série, Aurora Luminosa – Música Brasileira no Alvorecer do Século XX, foi entregue ao ministro da Educação, Fernando Haddad, pelo reitor da UFF, Cícero Rodrigues. A série compreende o período entre 1890 e 1905 e tem os compositores Carlos Gomes (1836-1896), Leopoldo Miguez (1850-1902), Alexandre Levy (1864-1892) e Alberto Nepomuceno (1864-1920). Entre os acontecimentos da época, rouba a cena a inauguração da Avenida Central do Rio de Janeiro, em 1904. O nome da avenida era Aurora Luminosa e hoje tem o nome de avenida Rio Branco.

A segunda série tem o nome de Alma Brasileira, com obras dos principais compositores, entre 1905 e 1930, pertencentes à primeira e à segunda geração de nacionalistas. Inclui Heitor Villa-Lobos e Francisco Mignone. O DVD reúne os acontecimentos da época, como a Primeira Guerra Mundial, Semana de Arte Moderna, Coluna Prestes e a chegada de Getúlio Vargas ao poder, em 1930, marcando o fim da República Velha.

A terceira série, Música Viva, abrange o período de 1930 a 1954, cujos expoentes são Hans Joachim Koellreutter, Cláudio Santoro e Guerra-Peixe e Edino Krieger. Música Viva era o nome de um grupo formado, em 1939, com o propósito de atualizar a música brasileira que, na época, fazia experiências dodecafônicas características do período. O DVD aborda aspectos do Estado Novo à Segunda Guerra Mundial e ao fim da Era Vargas. E a chegada do idioma alemão ao Brasil em 1937 e sua influência na música erudita brasileira.

A quarta série, Música Nova, vai de 1954 a 1982, começando com a morte de Villa-Lobos, expoente do pensamento nacionalista. Os compositores são Gilberto Mendes, Rogério Duprat e Willy Correa de Oliveira. Este é um período de grande efervescência cultural. Por isso, o projeto focaliza a obra de compositores brasileiros desde a posse de Juscelino Kubitscheck até o fim do regime militar, em 1985, analisando suas formas de expressão e a resistência à força militar por meio da arte.

Repórter: Sonia Jacinto

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página