Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Alunos com deficiência recebem atenção
Início do conteúdo da página
TV Escola

Violência contra a mulher é tema de Salto para o Futuro

  • Terça-feira, 28 de novembro de 2017, 10h58
  • Última atualização em Terça-feira, 28 de novembro de 2017, 10h58

Entre 20 de novembro e 10 de dezembro, o mundo inteiro celebra os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, uma campanha mundial apoiada por várias instituições, incluindo a Organização das Nações Unidas (ONU). O programa Salto para o Futuro, exibido pela TV Escola nesta quarta, 29, às 20h, tem foco nesse tema. Apresentada por Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, a atração discute o papel da escola no debate da violência contra as mulheres.

Participam do programa a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman; Vanessa Fonseca, consultora da organização; a coordenadora do Programa de Educação do Geledés Instituto da Mulher Negra, Suelaine Carneiro; e Rita Costa, coordenadora da pós-graduação em Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos da Escola de Saúde Pública da Fiocruz e integrante do Movimento de Mulheres de São Gonçalo (RJ). Para Nadine Gasman a escola é um elo fundamental na questão da cultura da violência de gênero. “As salas de aula são espaços onde temas como direitos humanos e o papel de homens e mulheres na sociedade devem ser permanentemente debatidos”, avalia.

Papel da educação – No Brasil, segundo levantamento do instituto de pesquisas Datafolha realizado a partir dos dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 503 mulheres foram vítimas de violência física, a cada hora, somente no ano de 2016. São mais de 4,4 milhões de mulheres agredidas em apenas um ano. Esse índice, que abrange assédio, estupro, controle e abuso emocional, muitas vezes resulta no feminicídio – o assassinato de uma mulher por parte do atual ou de um ex-companheiro.

Eliminar todas as formas de violência contra mulheres e meninas é um dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) da agenda da ONU para 2030. A organização destaca a educação como uma das fortes estratégias para o enfrentamento da cultura de violência contra a mulher e da construção do chamado Planeta 50-50 – nome que faz referência à igualdade. Lançada pela ONU Mulheres em apoio à Agenda 2030, a ação incentiva a participação das mulheres na tomada de decisões e o investimento em planos de ação nacionais para a igualdade de gênero.

Salto no Futuro também será exibido, em tempo real, pelo portal da TV Escola.

 Assessoria de Comunicação Social, com informações da TV Escola 

X
Fim do conteúdo da página