Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Aulas de judô ajudam melhorar a qualidade de vida, diz professor
Início do conteúdo da página
Educação básica

Escolas receberão 462 mil livros extradidáticos

  • Quarta-feira, 13 de setembro de 2006, 13h14
  • Última atualização em Segunda-feira, 21 de maio de 2007, 11h03

Foto: Wanderley PessoaO Ministério da Educação começa a enviar às escolas públicas de ensino médio na quinta-feira, 21, mais quatro livros da Coleção Explorando o Ensino. O objetivo desta coleção, que iniciou em 2004, é oferecer conteúdos extradidáticos para apoiar e enriquecer as atividades dos professores na sala de aula.

Ao todo, o MEC mandará para as escolas 462 mil livros de física, biologia, geografia e química. As 16.773 escolas públicas de ensino médio receberão todas as obras, sendo que química tem dois volumes, e as 25.914 escolas de ensino fundamental, que oferecem de 5ª a 8ª série, receberão o livro de geografia. O ministério enviará também 200 exemplares dos livros de física e de geografia para cada uma das 26 secretarias estaduais de educação e para o Distrito Federal, que serão usados para reserva técnica. As obras serão patrimônio da escola, mas o secretário de Educação Básica, Francisco das Chagas, recomenda que elas devem ficar com o professor para pesquisa, estudo, preparação de aulas e sugestão de atividades na classe. “O livro é dirigido ao professor”, diz.

Os conteúdos da Coleção Explorando o Ensino foram construídos pelo MEC em parceria com as sociedades científicas de cada área do conhecimento. Os livros de matemática e física, por exemplo, foram elaborados com temas da atualidade, sugeridos e trabalhados junto com as sociedades Brasileira de Matemática (SBM) e de Física (SBF). Além destes 462 mil livros que agora vão para as escolas, a Secretaria de Educação Básica já está trabalhando em três novos títulos. Um será sobre a Antártica, que abordará temas de geografia, biologia e história, feito em parceria com o Ministério da Marinha; mais dois livros sobre mudanças climáticas e fronteira espacial, que abordarão temas de física, química, biologia, matemática e linguagem, estes construídos em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB).

Repórter: Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página