Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministro participa de Conferência da Frente Parlamentar Evangélica
Início do conteúdo da página
Mérito Educativo

Ministro condecora com medalha personalidades que lutam para melhorar a educação no Brasil

  • Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018, 22h14
  • Última atualização em Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018, 23h00

O ministro Rossieli Soares homenageou com a Ordem Nacional do Mérito Educativo pessoas que participaram de “batalhas muito grandes” pela educação brasileira (Foto: André Nery/MEC)

Instituída com a finalidade de agraciar personalidades que tenham contribuído para o desenvolvimento da educação, a medalha Ordem Nacional do Mérito Educativo no grau Grande Oficial foi entregue nesta sexta-feira, 14, a vários homenageados, pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, em cerimônia no Conselho Nacional de Educação (CNE). Entre os condecorados estão a secretária de Educação Básica do MEC, Kátia Smole, o diretor de currículos e educação integral do MEC, Raph Gomes, e o coordenador-geral de ensino médio do Ministério, Wisley Pereira.

A entrega das honrarias transcorreu em clima de emoção. “Entrego estas medalhas com muita alegria porque tivemos batalhas muito grandes e debates que buscaram garantir a melhoria da educação no Brasil”, disse o ministro.

Após receber a medalha, Katia Smole dedicou a condecoração aos professores brasileiros. “Esta medalha traz uma emoção enorme. É um reconhecimento não apenas meu, mas de todos os professores que todos os dias levantam cedo e lutam muito, às vezes de forma muito solitária, para fazer com que a educação do Brasil avance. Então esta medalha veio para mim, mas ela é para muita gente e eu fico extremamente honrada. Ela só aumenta a minha responsabilidade de lutar todos os dias por uma educação justa para todas as crianças e jovens deste país”, disse.

A honraria existe desde 1955 e possui cinco graus: grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro. A Ordem compreende um quadro efetivo e outro especial, sendo o primeiro destinado às personalidades nacionais e o segundo às estrangeiras. Todas são feitas por decreto do presidente da República, mediante proposta do ministro da Educação, após parecer favorável do Conselho da Ordem, conforme Decreto nº 4.797, de 2003, modificador do Decreto nº 38.162 de 1955, que criou a condecoração.

Os agraciados

Grande Oficial

  • Dalírio José Beber é senador pelo PSDB de Santa Catarina. Assumiu a cadeira do ex-senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), falecido em 2015.
  • Kátia Cristina Stocco Smole é a titular da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação.
  • Waldemir Moka Miranda de Britto é senador pelo MDB de Mato Grosso do Sul. É médico e professor. Quando foi eleito vereador, seu primeiro cargo eletivo, Moka era professor de cursinhos pré-vestibulares de Mato Grosso do Sul. Ele dividia seu tempo dando aulas de Química com plantões em hospitais públicos.  

Oficial 

  • Daisaku Ikeda é filósofo, escritor, fotógrafo e líder budista japonês. Ocupa desde 1993 a cadeira nº 14 da Academia Brasileira de Letras – ABL, como sócio correspondente da instituição. Com o intuito de promover a Paz, a Cultura e a Educação, fundou instituições educacionais e culturais. Primeiro estrangeiro de nacionalidade japonesa a integrar o Quadro Efetivo da Ordem Nacional do Mérito Educativo. É líder de uma das maiores organizações não-governamentais do mundo, a Soka Gakkai Internacional – SGI. É conhecido como um prolífero autor e suas obras foram traduzidos para mais de quatorze idiomas. Desde 1983, Daisaku Ikeda engajou-se na elaboração anual de propostas de paz, dirigidas às Nações Unidas, tratando de questões sobre a paz, desarmamento, educação e meio ambiente. Centenas de Universidades do mundo inteiro reconheceram seus esforços pela paz outorgando-o honrarias acadêmicas, perfazendo um total de mais de 330 títulos de doutor honoris causa.

Cavaleiro

  • Ada Pimentel Gomes Fernandes Vieira é Vice-Presidente do Conselho Estadual de Educação do Ceará e Ex-Secretária de Educação do município de Sobral/CE (1997 – 2000). Iniciou mudanças estruturais na política educacional que elevaram o Município no ranking nacional de educação.
  • Claudia Costa Lopes Gonçalves Sosinho é coordenadora pedagógica do Colégio Estadual Chico Anysio, no Rio de Janeiro - escola pública de referência da Solução Educacional do Ensino Médio no Rio de Janeiro, parceria da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro com o Instituto Ayrton Senna. O principal diferencial da escola é a implementação da educação integral no ensino médio, com o desenvolvimento de habilidades socioemocionais dos alunos.
  • Denise Maria Oliveira é professora do Colégio Estadual Chico Anysio, no Rio de Janeiro.
  • Frederico da Costa Amancio é secretário de Estado de Educação de Pernambuco. O estado foi um dos destaques no Ideb. Bateu as metas dos anos iniciais e finais do ensino fundamental (total). No ensino médio, o estado registrou o quarto melhor desempenho no País, com índice de 4,1 (total). Se consideradas somente as Redes Estaduais, Pernambuco alcançou o terceiro melhor resultado no Ideb, atingindo a meta proposta para 2017 de 4,0.
  • Haroldo Corrêa Rocha é secretário de Estado de Educação do Espírito Santo. O estado registrou o melhor desempenho no País no resultado do último Ideb do ensino médio (total), com índice 4,4. Se consideradas somente as Redes Estaduais, o Estado alcançou o segundo melhor resultado no Ideb no País, com índice 4,1. Em ambos os casos, as metas não foram alcançadas.
  • José Luciano Barbosa da Silva é vice-governador de Alagoas. O estado foi um dos destaques no cumprimento das metas para educação básica, segundo o Ideb de 2017 e apresentou um dos maiores crescimentos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental.
  • Lina Katia Mesquita de Oliveira é coordenadora da Unidade de Avaliação do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação – CAED/UFJF. Contribuiu para a Educação Básica do País com avaliação educacional em larga escala.
  • Natalia Pacheco Fortes Rabelo é assessora da Diretoria da Confederação Nacional da Indústria – CNI. Serviços prestados: reforma do ensino médio.
  • Raph Gomes Alves é diretor de Currículos e Educação Integral da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação.
  • Raquel Figueiredo Alessandri Teixeira foi secretária de Educação do Estado de Goiás - um dos destaques no Ideb 2017. Está entre os oito estados que alcançaram um Ideb maior ou igual a 6,0 nos anos iniciais do ensino fundamental, ultrapassando a meta estabelecida. O Estado também aumentou o Ideb nos anos finais do EF, ultrapassando a meta proposta. No ensino médio, Goiás registrou o segundo melhor desempenho no País, com índice de 4,3 (total). Se consideradas somente as Redes Estaduais, Goiás alcançou o melhor resultado no Ideb do EM, ultrapassando a meta proposta para 2017.
  • Wisley João Pereira é Coordenador-Geral de Ensino Médio da Diretoria de Currículos e Educação Integral da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página