Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Conselho Nacional de Educação abre espaço para sugestões à última versão da BNCC
Início do conteúdo da página
Educação superior

Universidade de Pelotas lança selos alusivos aos 40 anos

  • Terça-feira, 18 de agosto de 2009, 12h15
  • Última atualização em Terça-feira, 18 de agosto de 2009, 12h15

A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) lançou nesta terça-feira, 18, quatro selos comemorativos dos 40 anos de existência, em parceria com o Ministério da Educação e com os Correios. Localizada na metade sul do Rio Grande do Sul, a UFPel oferece cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de humanas, ciências agrárias e biológicas, exatas e de tecnologia, além de letras e artes.


Um dos selos é alusivo ao Centro de Integração do Mercosul, que apoia a universidade nas ações de integração entre Brasil e Uruguai. Outro faz referência ao Liceu Rio-Grandense, prédio criado na época do império usado como sede da primeira reitoria da UFPel. O terceiro selo mostra a vista aérea do novo campus do Porto, sede da nova reitoria. O último deles é um auto-retrato do pintor Leopoldo Gotuzzo, patrono da escola de belas-artes, que deu origem ao Instituto de Arte e Design da universidade.


Na visão do ministro da Educação, Fernando Haddad, os selos foram lançados em um momento propício, o de expansão e reestruturação das universidades federais. No caso da UFPel, a partir da adesão ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), o número de cursos de graduação subiu de 48 para 72. Este ano, serão oferecidas 4.025 vagas de ingresso pelo novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Até 2012, a instituição deve oferecer 105 cursos a 25 mil alunos.


“A democratização do acesso à educação superior de qualidade é um processo irrefreável”, salientou Haddad. O ministro também ressaltou o papel dos Correios no apoio a iniciativas como a do lançamento dos selos. “Os Correios ajudam a construir a identidade nacional, pela sua capilaridade e prestígio. Assim deve ser, também, com nossas universidades federais, que devem retomar o respeito da população”, disse.


O reitor da universidade, Antônio César Borges, informou que as comemorações pelos 40 anos da instituição seguirão até agosto de 2010, quando serão concluídas as obras do campus do Porto. O complexo abrigará a reitoria e mais duas faculdades. Hoje, além das unidades do Porto e de Pelotas, a universidade conta com uma no município de Capão do Leão.

Letícia Tancredi

X
Fim do conteúdo da página