Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Países do Mercosul promovem equivalência
Início do conteúdo da página
Universidades

Estudante de Minas desenvolve programa para pesquisadores

  • Quarta-feira, 11 de novembro de 2009, 15h49
  • Última atualização em Quarta-feira, 11 de novembro de 2009, 15h49

Belo Horizonte – Pesquisadores de todo o mundo ganharam uma ferramenta importante para o desenvolvimento de estudos que exigem análises estatísticas: o PSPP, software livre desenvolvido para auxiliar a elaboração de análises estatísticas de matrizes de dados.


O programa é um substituto gratuito para o SPSS, um software pago, capaz de realizar análises rápidas, independente do número de dados utilizados pelo pesquisador.


O SPSS é muito utilizado por iniciantes de estatística e alunos de ciências sociais, mas tem recebido diversas críticas em relação ao alto custo da licença – cerca de R$ 7 mil.


Ao observar a importância do programa e o elevado preço, o estudante Michel Almada de Castro Boaventura, do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), desenvolveu o software livre, compatível com o ambiente Windows.


Ele explica que inicialmente o PSPP foi desenvolvido por um norte-americano para o Linux, que também é um software livre. No entanto, como no Brasil a grande maioria dos usuários de computador prefere o Windows, Michel decidiu adaptar o software para esse sistema operacional.


A vantagem de um software livre para análises estatísticas é a possibilidade de conferir como o cálculo foi feito. Programas que possuem o código-fonte fechado, como o SPSS, não permitem a visualização do desenvolvimento do cálculo. Eles apenas fornecem o resultado final.


Além disso, o software é gratuito e não requer nenhum pacote de expansão: todas as atualizações podem ser baixadas na versão nacional do blog do PSPP, também desenvolvido por Michel.


Desde sua criação, em março de 2009, cerca de 9.600 usuários já acessaram o blog para baixar o software gratuito. Em primeiro lugar no ranking de downloads está o Brasil, seguido por Alemanha e Estados Unidos. Segundo Boaventura, todos os países da Europa e das Américas já acessaram o blog, além de interessados da Mongólia, Zimbábue, África do Sul e China.


Por meio do blog também é possível fazer o download do PSPP em seis idiomas diferentes. É o único no mundo a fornecer versões Windows do software e divulgar informações sobre o programa.


De acordo com o estudante, o PSPP “é um programa extremamente confiável não só pela qualidade dos resultados que produz, mas também por sua estabilidade em qualquer ambiente”.

Assessoria de Imprensa da UFMG


Entenda mais sobre o PSPP no blog do PSPP ou na página do GNU.

Assunto(s): Universidades
X
Fim do conteúdo da página