Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > No sertão cearense, estudantes demandam lanchas mais seguras
Início do conteúdo da página
Educação superior

Universidade Federal do ABC aumenta vagas públicas em SP

  • Quarta-feira, 06 de setembro de 2006, 15h07
  • Última atualização em Segunda-feira, 21 de maio de 2007, 10h56

Foto: Wanderleuy PessoaSanto André (SP) - A criação da Universidade Federal do ABC (UFABC), em Santo André, região metropolitana de São Paulo, vai suprir parte da deficiência de vagas públicas no ensino superior no estado. Mesmo contando com as universidades estaduais - USP, Unesp e Unicamp - apenas 7% dos universitários paulistas estudam em escolas públicas de nível superior.

Por isso, o reitor da UFABC, Hermano Tavares, comemorou, nesta quarta-feira, 6, a autorização dada pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, para o início das obras. "As aulas começam no dia 11 em um prédio alugado, mas daqui a um ano já teremos alunos estudando em prédios próprios da universidade", disse Tavares.

A UFABC já contratou cem professores e 84 funcionários concursados. No primeiro vestibular, em julho, se inscreveram 12 mil candidatos. Foram selecionados 1.500.

A prefeita de Santo André em exercício, Ivete Garcia, afirmou que o município doou para a universidade do ABC sua melhor área, porque "a universidade aqui em Santo André renova as bases do desenvolvimento sustentável da região". O ministro destacou que, das quatro novas universidades federais, a do ABC é a única que já nasce com todos os seus professores com doutorado.

"Essa universidade nasce com um potencial de criatividade inigualável", afirmou. "E a ousadia do projeto acadêmico aponta perspectivas novas para os alunos", concluiu o ministro.

Repórter: Chico Daniel

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página