Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC divulga reajuste do piso salarial de professores da educação básica para 2020
Início do conteúdo da página
Financiamento estudantil

Prazo para renovar contratos é prorrogado até 31 de julho

  • Quinta-feira, 30 de junho de 2011, 14h46
  • Última atualização em Quinta-feira, 30 de junho de 2011, 14h46
Está prorrogado até 31 de julho o prazo para a renovação (aditamento) dos contratos do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), incluindo aqueles assinados com a Caixa Econômica Federal. Para estes, o prazo encerrado em 29 de abril foi reaberto. O prazo dos demais venceria nesta quinta-feira, 30. A renovação contratual é obrigatória para que o estudante continue recebendo o financiamento. O aditamento é semestral.

De acordo com Antonio Corrêa Neto, diretor financeiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a resolução nº 1/2011 trata da prorrogação de prazo aos estudantes que tomaram financiamento a partir de 14 de janeiro de 2010, quando entrou em vigor a Lei nº 12.202, e também reabre prazo para os alunos que assinaram contratos antes da vigência dessa lei.

Os financiados a partir de 14 de janeiro de 2010 devem aditar os contratos no Sistema Informatizado (SisFies) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o agente operador do Fies a partir daquela data, de acordo com a lei nº 12.202/2010.

Os demais estudantes, explica Antonio Corrêa Neto, devem renovar o financiamento no Sistema de Financiamento Estudantil (Sifes), da Caixa Econômica Federal. O prazo de renovação dos alunos que tomaram financiamento direto na Caixa foi encerrado em 29 de abril e agora foi reaberto. Para os dois casos, a data final é 31 de julho de 2011.

Em 2012, as bases de financiamento da Caixa e do FNDE serão unificadas e os alunos passarão a contratar e renovar financiamentos exclusivamente no Sistema Informatizado (SisFies) do FNDE, segundo Antonio Corrêa Neto. 

Ionice Lorenzoni

Confira a Resolução nº 1/2011.

X
Fim do conteúdo da página