Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Estudantes brasileiras farão expedição por Espanha e Peru
Início do conteúdo da página
Educação superior

Criação da Federal do Sul da Bahia vai a sanção presidencial

  • Quinta-feira, 09 de maio de 2013, 11h25
  • Última atualização em Quinta-feira, 09 de maio de 2013, 11h25
O Senado Federal aprovou na quarta-feira, 8, o Projeto de Lei Complementar nº 12/2013, originário da Câmara dos Deputados, que cria a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), com sede em Itabuna. O texto segue agora para a sanção da presidenta da República, Dilma Rousseff.

O modelo pedagógico da Ufesba, além dos cursos tradicionais, prevê a oferta de cursos de bacharelado interdisciplinar, com três anos de duração, e uma rede de colégios universitários, a ser formada em diversos municípios baianos. Esses colégios permitirão ao estudante passar metade do curso na cidade de origem. A universidade deve atender mais de 11 mil estudantes.

A Ufesba será uma das quatro novas instituições federais de educação superior implantadas com a política de expansão universitária promovida pelo governo federal. Inicialmente, além da sede em Itabuna, ela contará com câmpus nos municípios de Porto Seguro e Teixeira de Freitas. A Ufesba deve iniciar as atividades já em 2014 e estará completamente implantada em 2020.

As três outras universidades federais em fase de implantação são a da Região do Cariri (UFRC), com sede em Juazeiro do Norte, Ceará; a do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), com sede em Marabá, e a do Oeste da Bahia (Ufob), em Barreiras.

Diego Rocha

X
Fim do conteúdo da página