Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inep seleciona certificadores para trabalhar na aplicação das provas
Início do conteúdo da página
Enem de 2015

Bom desempenho no exame faz crescer número de brasileiros que chegam à educação superior

  • Quarta-feira, 07 de outubro de 2015, 13h29
  • Última atualização em Quarta-feira, 07 de outubro de 2015, 13h51

Políticas públicas do governo federal permitem a cerca de 3 milhões de estudantes iniciar a graduação, todos os anos (foto: Fabiana Carvalho/MEC – 5/9/11)O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) abre a muitos brasileiros a oportunidade de chegar à educação superior. Desde que o governo federal passou a adotar as notas do exame como acesso a programas que levam à graduação, cresceu significativamente no país o número de pessoas nas universidades, tornando realidade o que era apenas sonho.

Em dez anos, mais de um milhão de vagas na educação superior foram criadas, tanto em instituições públicas quanto nas particulares, conforme dados do último Censo da Educação Superior. Hoje, no Brasil, quase 3 milhões de estudantes dão início à graduação, todos os anos.

É o caso de Luís Felipe Gomes, que vê no Enem a possibilidade de conquistar vaga no curso de medicina. “Atualmente, quase todas as universidades públicas estão aderindo ao Enem, pelo menos parcialmente, em diferentes estados”, salientou Luís Felipe. “Então, poder escolher a localização da faculdade que eu quero é muito importante.”

Para o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Chico Soares, o Enem cria um amplo conjunto de oportunidades para os estudantes. “A primeira e mais importante é a oportunidade de acesso à educação superior”, disse. “São 115 universidades públicas e um número muito maior de instituições particulares que usam o Enem em seu processo de seleção.”

Soares afirma que o Enem fortalece e democratiza as políticas de inclusão adotadas pelo governo federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Essas políticas contribuem para que mais pessoas cheguem à graduação. “O Enem também dá acesso ao ProUni, que oferece aos estudantes bolsas em universidades particulares, ao Fies, que é o financiamento estudantil, e a programas como o Ciência sem Fronteiras”, afirmou.

O programa Ciência sem Fronteiras tem levado milhares de estudantes brasileiros a mais de 40 países parceiros. Um dos pré-requisitos de seleção do programa é uma boa nota no Enem.

Com o resultado do exame, os participantes também podem tentar vagas no Programa de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), que classifica estudantes para cursos profissionalizantes. É possível ainda obter a certificação de conclusão do ensino médio para os maiores de 18 anos.

Provas — Este ano, cerca de 7,7 milhões de pessoas inscreveram-se no exame, que será realizado nos dias 24 e 25 próximos. Serão aplicadas quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha, e uma prova de redação. No sábado, 24, serão realizadas as de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Considerado, sempre, o horário oficial de Brasília, a aplicação das provas começará às 13h30. Os candidatos terão acesso aos locais de prova a partir das 12h. Os portões serão fechados às 13h, em todas as unidades da Federação. Os candidatos devem verificar as diferenças resultantes do horário de verão, que então estará em vigor. Ou seja, dos horários locais em relação ao da capital federal. Este ano, o horário de verão começará à zero hora do dia 18 próximo.

Diferente dos anos anteriores, o cartão de confirmação do Enem terá formato digital. Com isso, os participantes devem buscar o acesso ao sistema de inscrição do exame pela internet — nas edições anteriores, o comprovante era enviado pelos Correios.

Os inscritos no exame deste ano têm acesso ao cartão de confirmação na Página do Participante. É necessário informar CPF e senha para visualizar e imprimir o documento. Quem esqueceu a senha pode recuperá-la na mesma página. Basta informar o CPF e a data de nascimento. Uma nova senha será encaminhada por e-mail ou mensagem no telefone celular (SMS).

Mais informações no Balanço de inscrições e na página do exame na internet.

Assessoria de Comunicação Social

Leia também sobre o Enem de 2015: 
•  Exame evolui desde a criação, há 17 anos, e amplia oportunidades na educação superior 
•  Professores orientam candidatos a manter ritmo forte de estudos para obter bom desempenho 
•  Na redação, é importante saber ser crítico diante da realidade 
•  Edição deste ano tem mudanças no horário de início das provas 
•  Refazer provas de edições anteriores ajuda a conhecer o exame e a controlar o nervosismo 
•  Inscrições dos privados de liberdade começam no dia 1º
•  Na preparação do candidato, família precisa dar apoio e evitar cobranças e pressão
•  Administrar o tempo de prova é desafio que participantes do exame têm de saber superar
Participantes já têm acesso ao cartão de confirmação do exame
• Número de acessos ao cartão de confirmação supera 2,6 milhões
A segunda maior prova de acesso ao ensino superior do mundo

Ouça

Assista

Assunto(s): Enem , educação superior
X
Fim do conteúdo da página