Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC busca consenso na política de cotas
Início do conteúdo da página
Recursos

Em menos de quatro meses, MEC liberou mais de R$ 3,1 bilhões para instituições federais

  • Segunda-feira, 05 de setembro de 2016, 19h53
  • Última atualização em Segunda-feira, 05 de setembro de 2016, 20h08

Em evento realizado em Natal, o ministro anunciou a liberação de mais R$ 368 milhões às instituições federais de ensino (Foto: Rafael Carvalho/MEC)O Ministério da Educação liberou R$ 368 milhões às instituições federais de ensino vinculadas à pasta. O anúncio foi feito na sexta-feira, 2. Com essa liberação, desde 13 de maio, o MEC totalizou mais de R$ 3,1 bilhões destinados às instituições federais, incluindo ainda repasses ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) – as três receberam R$ 1,56 milhão nesta última liberação.

Os recursos liberados na última sexta-feira, 2, serão aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil. Somente para esta última finalidade, foram destinados R$ 81,7 milhões. A maior parte dos valores, R$ 271 milhões, foi repassada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. Já a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica recebeu R$ 95,45 milhões.

Superior – Na semana passada, o MEC concedeu ainda R$ 31,89 milhões para a educação superior. A maior parte dos recursos, R$ 16,57 milhões, será aplicada no Programa Nacional de Assistência Estudantil para as Universidades Estaduais (Pnaest). Outros R$ 15,32 serão destinados ao Programa de Apoio à Extensão Universitária (Proext).

Os valores designados ao Pnaest se destinam ao pagamento de convênios firmados em 2014, mas cujos recursos financeiros foram liberados somente neste ano. O programa apoia financeiramente ações de assistência estudantil desenvolvidas pelas universidades e centros universitários estaduais públicos e gratuitos participantes do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Já os recursos para o Proext serão aplicados no pagamento de convênios firmados em 2015 para apoiar 29 programas ou projetos de extensão formulados por instituições comunitárias, estaduais ou municipais. Criado em 2003, o programa financia ações para potencializar e ampliar os patamares de qualidade da extensão universitária.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página