Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC lança app e ID Estudantil começa a ser emitida gratuitamente
Início do conteúdo da página
Educação superior

Inep assina acordo com mais duas instituições de ensino portuguesas

  • Terça-feira, 01 de agosto de 2017, 10h54
  • Última atualização em Terça-feira, 01 de agosto de 2017, 14h27

Mais duas instituições de ensino superior portuguesas firmaram convênio com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para uso dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na seleção de estudantes brasileiros. Por meio de correspondências oficiais remotas, o acordo foi assinado pela Universidade Portucalense e o Instituto Universitário da Maia (Ismai).

Com as novas instituições, o Inep completa 26 convênios firmados, 50% deles na atual gestão. Além da possibilidade de assinatura remota, inaugurada em 2016 –, ano até o qual só havia a oficialização presencial –, a permissão de acordos com instituições particulares de ensino superior também impulsionou as parcerias. O primeiro acordo interinstitucional foi celebrado em 2014, com a Universidade de Coimbra. 

Como funciona – Em junho, o Inep participou de uma missão oficial a Portugal para visitar algumas instituições conveniadas. O próximo passo é um mapeamento dos estudantes brasileiros que estudam naquele país a partir das notas do Enem, já utilizadas por muitas instituições portuguesas de ensino superior.

O que vem ocorrendo é um movimento de oficialização e institucionalização dessas parcerias. Cada instituição de ensino superior define qual será a nota de corte para acesso aos seus cursos. Com o acordo, as instituições acionam o Inep para conferência dos resultados dos brasileiros que submetem suas avaliações do Enem com vistas à obtenção de uma vaga.

Veja, na página do Inep, a relação das instituições portuguesas conveniadas.

 Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep 

Assunto(s): Enem , convênio , Portugal
X
Fim do conteúdo da página