Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC desmente matéria publicada pelo portal de notícias G1 sobre exame
Início do conteúdo da página
Educação superior

“A universidade deve ir atrás do aluno”, diz Lula em cerimônia no Recôncavo Baiano

  • Terça-feira, 21 de março de 2006, 11h21
  • Última atualização em Quinta-feira, 17 de maio de 2007, 11h11

Foto: Wanderley PessoaO presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta terça-feira, dia 21, na cerimônia de implantação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cruz das Almas, que é tarefa do governo federal interiorizar o ensino superior público. “Não é o aluno que tem de ir atrás da universidade pública, mas a universidade que deve ir atrás do aluno com a interiorização dos campi”, afirmou.

A UFRB é uma das dez novas instituições que integram o Programa de Expansão e Interiorização do governo federal. Serão investidos cerca de R$ 600 milhões na criação de dez universidades federais e 40 campi em todo o país.

A Federal do Recôncavo funcionará nos municípios de Cruz das Almas (sede), Cachoeira, Santo Antônio de Jesus e Amargosa. Serão oferecidas 620 vagas em 15 cursos superiores no segundo semestre. O investimento será de R$ 20 milhões até 2007.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, destacou as ações que o MEC vem desenvolvendo para ampliar o acesso ao ensino superior. “O programa de expansão vai levar universidades públicas a 68 municípios, sete deles na Bahia”, disse.

Antes da cerimônia em Cruz das Almas, o presidente e o ministro visitaram as obras de restauração do prédio histórico no qual funcionará o campus de Cachoeira. Enquanto a restauração, a cargo do Ministério da Cultura, não é concluída, as aulas serão ministradas em instalações provisórias. A conclusão das obras está prevista para janeiro de 2007.

No campus de Cruz das Almas funcionarão os cursos de agronomia (120 vagas), engenharia ambiental e sanitária (40), biologia (20), engenharia florestal (20), engenharia de pesca (20) e zootecnia (20). Em Santo Antônio de Jesus, funcionarão os cursos de enfermagem, nutrição e psicologia, com 40 vagas para cada um. Em Cachoeira, a UFRB oferecerá os cursos de museologia, história e comunicação, também com 40 vagas para cada um. Em Amargosa, cursos de pedagogia, licenciatura em matemática e em física terão 40 vagas cada um, número que subirá para 60 a partir do primeiro semestre de 2007.

Contratações — Está prevista, ainda, a instalação do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, que deve começar a funcionar em 2007, em local ainda a ser definido pela reitoria da UFRB. Os quatro campi terão 190 professores e 115 técnicos administrativos. Serão contratados 108 professores e 26 técnicos. O restante dos servidores será remanejado da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

No Nordeste, a expansão do ensino superior público prevê ainda a criação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, em Mossoró, Rio Grande do Norte, e 15 campi universitários, além da consolidação da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) que está funcionando em Petrolina (Pernambuco), Juazeiro (Bahia) e São Raimundo Nonato (Piauí). (Assessoria de Comunicação Social do MEC)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página