Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Indicadores revelam melhora de qualidade de instituições
Início do conteúdo da página
Educação superior

Portal Mundo Acadêmico está no ar

  • Segunda-feira, 15 de maio de 2006, 11h49
  • Última atualização em Sexta-feira, 18 de maio de 2007, 10h01

Usuários da internet poderão ter acesso gratuito a conteúdos desenvolvidos pelas universidades públicas. O Portal Mundo Acadêmico foi lançado oficialmente nesta segunda-feira, 15, no auditório do edifício-sede do Ministério da Educação, em Brasília, pelo ministro Fernando Haddad. No portal, os professores universitários encontrarão espaço para publicar o conteúdo de suas páginas.

No início, 15 universidades federais - de Brasília, Paraná, Rondônia, São Carlos (SP), Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pelotas (RS), Goiás, Santa Maria, Amazonas, Piauí, Amapá, Rural do Rio de Janeiro, Pará e Fluminense - participam do portal.

O objetivo é apoiar ações de inclusão educacional que contribuam para tornar acessíveis cursos, materiais didáticos, estudos e pesquisas com as tecnologias digitais. "Desenvolvemos uma infra-estrutura que permite ao professor criar sua página e ter autonomia para administrar os conteúdos", diz a consultora da Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC), Irla Bocianoski Rebelo. Para os usuários, as facilidades também serão grandes: o projeto oferecerá ferramentas de busca para localizar professores, programas, disciplinas e conteúdos.

"O Portal Mundo Acadêmico propicia inclusão digital. É uma alternativa para os professores que não têm como oferecer seus conteúdos na internet. A infra-estrutura é de simples acesso e compreensão", afirma. Para a sociedade, o projeto é importante porque não retorna com qualquer informação, como os sítios de busca existentes. O usuário vai encontrar conteúdos desenvolvidos na academia, informações que têm referência.

Cadastramento - A SESu colocou à disposição das participantes do projeto-piloto o sistema a ser instalado pelos técnicos para cadastrar os professores. As universidades federais de Brasília, Rondônia e Mato Grosso já instalaram o sistema, o que torna possível aos professores iniciarem a criação e administração de seus conteúdos nos portais. As demais universidades ainda estão instalando. Os professores estão sendo cadastrados pelo seu CPF e poderão colocar na página virtual, ligada ao portal, currículo, informativos, cursos, artigos e livros. O portal é desenvolvido há dez anos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e UnB em ambiente de teste. Agora está sob o comando da SESu, Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC) e a Unesco.

O Portal Mundo Acadêmico será constituído de três módulos: Sistema de Publicação, que já funciona, Portal de Busca e o Padrão de Indexação. O Sistema de Publicação permite aos professores a criação de páginas, tornando disponível sua produção na pesquisa, ensino e extensão, experimentação, aplicações das tecnologias da comunicação, com vistas à excelência da aprendizagem e avanço na pesquisa de linguagens. Já o Padrão de Indexação permitirá às instituições de ensino superior que têm sistemas de publicação tornar os conteúdos disponíveis a partir do portal de busca. E o Portal de Busca oferecerá ao usuário resultados de pesquisa de conteúdos desenvolvidos em instituições de educação superior.

Futuro - O Portal Mundo Acadêmico é desenvolvido segundo a política de software livre implantada pelo governo federal. O código do portal será aberto à sociedade para adaptações e o MEC abre oportunidades para a reformulação do sistema segundo as necessidades identificadas pela própria instituição. Além do ministro Fernando Haddad, participam do lançamento do portal representantes das instituições participantes do projeto-piloto; os secretários Nelson Maculan, da Educação Superior; e Ronaldo Mota, da Educação a Distância; e a coordenadora da Unesco, Maria Inês Bastos.

O Portal Mundo Acadêmico será apresentado na quarta-feira, 17, no 4º Congresso Brasileiro de Educação Superior a Distância (ESuD), que reunirá professores, estudantes, pesquisadores e especialistas, no Bay Park Resort, em Brasília. "Vamos debater o portal em contextos diferentes, entre usuários e cenários distintos para enriquecer o sistema e ver o que pode ser melhorado", explica Irla Bocianoski. Mais informações sobre o congresso na página eletrônica Unirede.

Repórter: Súsan Faria

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página