Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Ações, programas e projetos
Início do conteúdo da página
Formação/valorização de profissionais da educação

Inclusão digital dos professores

  • Sexta-feira, 04 de julho de 2008, 14h27
  • Última atualização em Quarta-feira, 16 de julho de 2008, 15h43

Professores poderão adquirir equipamentos de informática mais baratos através do Programa Computador Portátil para Professor (Foto: Júlio César Paes)A professora Adriana Cordeiro, há 13 anos na rede pública do Distrito Federal, conta que seu sobrinho de sete anos já sabe o que é o euro, a moeda vigente na União Européia. Intrigada, Adriana perguntou ao menino onde ele havia aprendido sobre o euro. Rapidamente, o garoto respondeu: “Na internet”. A professora chegou à conclusão que muitos alunos já estão mais adiantados do que educadores quanto ao uso das novas tecnologias digitais.

Para atender à demanda da inserção dos professores na era digital, foi lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta sexta-feira, 4, em Brasília, o Programa Computador Portátil para Professor, como parte da política de informatização das escolas brasileiras. Com o programa, os docentes poderão adquirir computadores portáteis a baixo custo — R$ 1 mil — e ter acesso a uma linha facilitada de financiamento. Os equipamentos serão em torno de 35% mais baratos que os disponíveis no mercado atualmente.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, destaca que é importante  cada professor adquirir seu equipamento, já que os 37 milhões de alunos da rede pública de escolas urbanas terão acesso à internet até 2010. Serão 56 mil escolas conectadas. “Com acesso à rede, o professor vai poder atualizar suas práticas pedagógicas, se valendo da tecnologia da informação para ensinar melhor”, explica o ministro.

Haddad ainda ressalta que com a aprovação do novo piso do magistério, de R$ 950, nenhum professor terá de comprometer mais do que cinco por cento do salário por dois anos para a aquisição do computador. “Mas para nós, do MEC, inclusão digital não é simplesmente disponibilizar equipamento conectado; envolve, também, a capacitação das pessoas e produção de conteúdos educacionais a serem utilizados pelos educadores”, afirma.

O secretário de Educação a Distância do MEC, Carlos Bielschowsky, explica que bancos e indústrias terão os próximos 30 dias para se cadastrar no programa. Em agosto, os professores podem começar a adquirir os computadores. Basta irem às agências dos correios ou dos bancos credenciados, escolher o modelo do equipamento e fazer a inscrição. Eles receberão os computadores em casa. “O objetivo de tudo isso é tornar a escola mais dinâmica, fazendo com que o professor tenha vontade de ensinar e o aluno, de aprender”, destaca.

Letícia Tancredi

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página