Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Evento debate atuação do nutricionista
Início do conteúdo da página
Formação/valorização de profissionais da educação

Professores de PE farão curso de inglês

  • Quarta-feira, 12 de novembro de 2008, 14h28
  • Última atualização em Quarta-feira, 12 de novembro de 2008, 16h55

Professores que lecionam a língua inglesa nos anos finais do ensino fundamental em escolas da rede estadual pública de Pernambuco terão a oportunidade de começar em dezembro um curso de formação continuada de 120 horas. O curso, para 50 professores, foi solicitado ao Ministério da Educação pela secretaria de educação do estado no Plano de Ações Articuladas (PAR).

A formação será feita pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), do Paraná, uma das 19 instituições de ensino superior da Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica do MEC. São 120 horas de curso, sendo 80 horas presenciais, distribuídas em quatro encontros, e mais 40 horas de atividades a distância. O curso começa em 11 de dezembro, em Recife, com um encontro de 16 horas. Os demais estão agendados para março, abril e maio de 2009.

A coordenadora da formação em inglês pela UEPG, Rosemaria Belim Motter, explica que a turma é constituída por professores com graduação, mas a secretaria de Pernambuco deu prioridade àqueles que lecionam em áreas mais carentes do estado e que não participaram recentemente de formação continuada no idioma.

O currículo apresenta uma visão de como o Brasil concebeu o ensino de língua estrangeira, os métodos utilizados, os materiais disponíveis; como ensinar a escrita, a leitura e a fala; quais habilidades o professor precisa desenvolver para ensinar; como corrigir erros dos alunos e como avaliar o aprendizado deles.

Com mestrado em letras português/inglês, Rosemaria Motter recomenda aos professores dedicação para aproveitar bem o curso. “Se na língua materna já temos dificuldades com a leitura e a escrita, imagina com uma língua estrangeira”, diz. Além de fazer as tarefas do curso, ela sugere aos professores que usem suas horas de lazer para ouvir música e ver filmes em língua inglesa. Na sua experiência com o ensino de inglês, Motter diz que as maiores dificuldades estão na audição e na fala, problemas que podem ser amenizados pelo professor que ouve música e assiste filmes sem legenda ou ignorando a legenda.

No encontro de março de 2009, os cursistas vão receber CDs e DVDs produzidos pelo Centro de Formação Continuada, Desenvolvimento de Tecnologia e prestação de serviços para as redes públicas de ensino (Cefortec), da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Os materiais trazem uma abordagem crítica, na linha do pensamento de Paulo Freire. Motter espera que a secretaria estadual de educação de Pernambuco, que é parceira da formação, reproduza os CDs e DVDs para que cada professor possa levar para sua casa um conjunto e, assim, reforçar o aprendizado.

Ionice Lorenzoni

Leia mais...
Mais qualificação para os docentes
Execução do PAR terá acompanhamento
Professores passam por formação no Sul
PAR: prazo para cadastrar professores
PAR: formação para mais professores
Professor terá formação em cinco estados
Diretores se especializam em gestão

X
Fim do conteúdo da página