Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC anuncia piso salarial dos professores com aumento de 6,81%, índice acima da inflação
Início do conteúdo da página
Licenciatura

Universidade de Coimbra acolhe futuros professores brasileiros

  • Quarta-feira, 04 de maio de 2011, 14h22
  • Última atualização em Quarta-feira, 04 de maio de 2011, 14h22
Aluna do curso de educação física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Anelise Sandri está na Universidade de Coimbra, Portugal, desde setembro de 2010. Ela faz parte do grupo de 178 estudantes de diversas instituições brasileiras participantes do Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI). Desenvolvido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação em parceria com a Universidade de Coimbra, o programa pretende melhorar tanto o ensino dos cursos de licenciatura quanto a formação dos professores.

O PLI permite a brasileiros que fazem cursos de licenciatura estudar em Coimbra pelo período de dois anos, na modalidade conhecida como graduação-sanduíche. Para isso, contam com bolsas de 600 euros (R$ 1.413,4) mensais, da Capes, além de passagem aérea, seguro-saúde e auxílio-instalação. “A experiência é a melhor possível; além de estudar em uma universidade tão conceituada, estou vivendo em um cultura diferente da brasileira”, ressalta Anelise. Para ela, além de abrir portas, a oportunidade de fazer parte da graduação em Coimbra proporcionará outra visão do ensino da educação física.

Outra aluna da UFRGS que está em Portugal é Luciane Führ, que cursa licenciatura em matemática. A experiência de viver fora do país representa para ela, acima de tudo, um grande crescimento e amadurecimento pessoal, sem contar a formação acadêmica. “A vivência com outras culturas, o conhecimento de pessoas e lugares nos fazem expandir horizontes e buscar cada vez mais novas experiências para a vida”, destaca Luciane. Ela já lecionou nas séries iniciais do ensino fundamental, após a formação no ensino médio profissionalizante, modalidade normal.

Luciane revela ser ótimo estudar na Universidade de Coimbra e assegura que sua formação está realmente sendo complementada. No aspecto pessoal, acredita que a aprendizagem é grande. “Assumir mais responsabilidades, administrar a saudade, fazer novos contatos, conhecer novos países, novas cidades são coisas que não têm preço e marcam profundamente nossa vida”, salienta.

Quanto ao aspecto profissional, a estudante ressalta que o período no exterior será de grande importância. “Além de enriquecer o currículo, o contato com professores pesquisadores nas mais diversas áreas da matemática e a oportunidade de cursar disciplinas aqui somente favorecem o futuro profissional”, destaca.

César Donizette, estudante de letras da Universidade Federal de Uberlândia, é mais um brasileiro em Coimbra. A participação no programa significará para ele um diferencial no currículo, além de conhecer outra cultura.

Os três estudantes brasileiros foram selecionados na primeira edição do PLI, lançada em junho de 2010. A edição deste ano teve as inscrições encerradas no fim de abril.

Fátima Schenini

Saiba mais no Jornal do Professor

X
Fim do conteúdo da página