Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC apoia inserção da temática educação financeira no currículo da educação básica
Início do conteúdo da página
Bolsa-Família

Informação da frequência é de 98,8% em agosto e setembro

  • Quinta-feira, 05 de novembro de 2009, 12h01
  • Última atualização em Sexta-feira, 06 de novembro de 2009, 12h18

Famílias de crianças a partir dos seis anos de idade precisam garantir a frequência das crianças às aulas para receber o benefício da Bolsa-Família. (Foto: Júlio César Paes)A informação sobre frequência escolar dos estudantes beneficiários do programa Bolsa-Família foi de 98,86% no período referente a agosto e setembro. O programa atende 15,3 milhões de alunos em todo o Brasil. Os dados obtidos pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do Ministério da Educação apontaram 493 mil beneficiários com baixa frequência escolar no período de coleta dos dados.


A verificação da frequência é uma das exigências para participação no programa. O pagamento do benefício está condicionado à presença mínima mensal de 85% nas aulas dos alunos de seis a 15 anos e de 75% dos jovens entre 16 e 17 anos. O objetivo é ampliar o acesso aos direitos sociais básicos e responsabilizar, de forma conjunta, as famílias atendidas e o Poder Público.


Os 493 mil beneficiários que deixaram de informar a frequência fazem parte de famílias em situação de vulnerabilidade social. Essas famílias devem receber apoio das secretarias de educação e das escolas em ações articuladas com conselhos tutelares e áreas de assistência social e de saúde dos municípios.

Assessoria de Imprensa da Secad

X
Fim do conteúdo da página