Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Sistema para pedir mudança de cidade já está liberado
Início do conteúdo da página
Língua portuguesa

Olimpíada conclui seleção dos 152 estudantes que vão às finais

  • Quinta-feira, 20 de novembro de 2014, 18h26
  • Última atualização em Quinta-feira, 20 de novembro de 2014, 18h26

A edição de 2014 da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro concluiu nesta quinta-feira, 20, em Brasília, a seleção dos 152 estudantes finalistas. Eles representam as cinco regiões do país e são os vencedores entre 5,1 milhões de alunos que cursam do quinto ao nono ano do ensino fundamental e os três anos do ensino médio. Todos participaram da competição desde a etapa inicial, em 46.902 escolas públicas.

Na quarta edição da olimpíada, os trabalhos abordaram os gêneros literários opinião, crônica, poema e memórias literárias. Em todas as categorias, os estudantes escreveram sobre um tema único, O Lugar Onde Vivo. A seleção dos 20 competidores que serão premiados caberá a uma comissão nacional, que vai se reunir de segunda-feira, 24, até o dia 28 próximo, em Brasília, que também receberá a solenidade de premiação, em 1º de dezembro.

Opinião — São Paulo, com cinco estudantes, Minas Gerais (quatro) e Ceará (quatro) são os estados com o maior número de finalistas no gênero artigo de opinião. A etapa semifinal, em Brasília, iniciada na segunda-feira, 17, foi encerrada nesta quinta-feira, 20. Concorrem nessa categoria alunos do segundo e do terceiro anos do ensino médio público. Os finalistas são de 17 estados e representam as cinco regiões do país.
Nos quatro dias de atividades da semifinal regional, os 125 alunos e seus professores participaram de oficinas de elaboração de textos e ouviram palestra do professor Luiz Percival Leme Britto, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) — As Razões de Dizer: o que Faz de uma Opinião Mais que uma Simples Opinião?

Dos 38 finalistas do gênero opinião, o Nordeste concorre com 12, do Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Bahia e Pernambuco. O Sudeste, com 11, de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. O Sul, com seis, do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Centro-Oeste, com cinco, de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O Norte, com quatro, do Acre, Amazonas e Pará.

Crônica — Predominam, entre os finalistas da categoria crônica, estudantes de pequenas e médias cidades do interior do país. São 30 alunos entre os 38 selecionados na oficina regional, realizada em Porto Alegre entre os dias 10 e 13 últimos. A cidade de Olho-d’Água do Borges (RN), por exemplo, está representada pela estudante Suellém Vitória Santos de Oliveira. O município, de 4.380 habitantes, fica a 321 quilômetros de Natal. Santa Maria do Oeste (PR), distante 360 quilômetros de Curitiba, tem como finalista Fabiane Pereira Ianse. O município tem 11.497 habitantes.

As capitais concorrem com oito estudantes — três de Fortaleza, dois de Manaus, dois de Brasília e um de Recife. No conjunto, a categoria crônica reúne finalistas de 21 estados e do Distrito Federal. Os estados com maior número de concorrentes são Ceará e São Paulo, com quatro alunos cada um, além de Pernambuco, Minas Gerais e Paraná, com três, cada um.

Quanto às regiões, há 13 finalistas do Nordeste, nove do Sudeste, seis do Sul, cinco do Centro-Oeste e cinco do Norte.

Durante a oficina, professores e alunos ouviram a palestra Balas de Estalo na Escola: a Importância da Voz do Jovem para a Crônica de Qualidade, proferida pela professora Luciene Simões, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UGRGS).

Memórias — São Paulo e Minas Gerais são os estados com o maior número de estudantes selecionados para a etapa final na categoria memórias literárias. A seleção foi feita em Maceió, de 3 a 6 deste mês. No conjunto, os 38 alunos do sétimo e oitavo anos do ensino fundamental representam 22 estados. O Nordeste é representado por 11 alunos; o Sudeste, dez; o Sul, sete; o Norte, cinco; o Centro-Oeste, também cinco.

Além das atividades das oficinas e visita cultural, estudantes e professores ouviram a professora Cristiane Mori, da PUC-SP, que abordou o tema Memórias Literárias: Trama de Vozes e de Tempos.

Poema — Na categoria poema, 38 estudantes e seus professores representam 18 estados. A semifinal ocorreu em Belo Horizonte, de 28 a 31 de outubro último. Nos quatro dias, os concorrentes participaram de atividades como oficinas de leitura prática e reescrita de textos, relatos de práticas e atividades culturais.

Durante o evento ouviram a palestra do professor Emílio Davi Sampaio, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, com o tema Entre Caminhos e Versos... quem Será o Poeta? Aos estudantes, o professor garantiu ter lido os 125 poemas sobre O Lugar Onde Vivo. “Senti o cheiro do Amazonas, vi o cordel do Nordeste, a crítica do Centro-Oeste e do Sudeste”, disse.

Os finalistas, alunos do quinto e sexto ano do ensino fundamental, representam todas as regiões. O Nordeste, com 11, tem o maior número de alunos. São dois da Paraíba, quatro do Piauí, dois de Pernambuco, dois de Alagoas e um do Ceará. O Sudeste participa com quatro estudantes de Minas Gerais, quatro de São Paulo e dois do Rio de Janeiro. O Sul tem quatro de Santa Catarina, dois do Paraná e um do Rio Grande do Sul. A região Norte tem dois do Amazonas, um do Acre, um de Roraima e um de Tocantins. O Centro-Oeste, três de Goiás, um de Mato Grosso e um de Mato Grosso do Sul.

A relação dos 152 finalistas está na página da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro na internet. A relação traz o nome do aluno, professor, escola, cidade e estado. Cada gênero concorre com 38 estudantes.

Ionice Lorenzoni

X
Fim do conteúdo da página