Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Área de saúde tem oferta de 21 cursos técnicos pelo Sisutec
Início do conteúdo da página
Caminhos do Mercosul

Concurso internacional leva três estudantes brasileiras à Argentina

  • Sexta-feira, 05 de outubro de 2018, 12h24
  • Última atualização em Sexta-feira, 05 de outubro de 2018, 16h02


O grupo reuniu representantes de países do Mercosul (Foto: Divulgação)
Buenos Aires (Argentina), 5/10/2018
– Fortalecer a identidade dos jovens do Mercosul e promover a diversidade cultural e integração regional é o objetivo do Concurso Histórico-literário Caminhos do Mercosul, uma iniciativa do Setor Educacional do Mercosul. Neste ano, a 14ª edição do concurso levou três estudantes brasileiros do ensino médio para a Argentina, onde os jovens puderam, por meio de uma experiência de aprendizagem, ampliar conhecimentos junto a outros alunos de países participantes da organização e avaliar a importância de entender a relação da cultura de paz entre os povos.

Cada edição é organizada e financiada por um país membro ou associado e, este ano, a Argentina foi a nação anfitriã. O atual tema foi "100 anos da reforma universitária: o movimento que transformou o ensino universitário na América Latina". No total, 24 jovens de países do Mercosul, nascidos entre 2000 e 2001, foram selecionados para a viagem após inscreverem seus trabalhos – narrativas, contos ou crônicas. Juliana Pinho Müller, 16 anos, de Macaé (RJ); Bianca Leal de Oliveira, 16 anos, de Feira de Santana (BA) e Mellyssa Fiel Salustriano, 16 anos, de Guarulhos (SP) representaram o Brasil.

Experiência - "O concurso me fez enxergar o mundo de uma maneira diferente, fazendo-me orgulhosa da minha identidade sul-americana”, destaca Juliana, aluna do Colégio Aprovado. “A partir do contato com outros adolescentes dos países integrantes do Mercosul, pude observar a mesclagem entre culturas, as histórias e hábitos tão parecidos. A Reforma Universitária me impactou muito, surpreendendo por ser um exemplo de revolução tão próximo da nossa realidade e, mesmo assim, pouco divulgado no Brasil. Reviver os passos do personagem que adaptei ao meu conto, ‘Deodoro Roca’, foi uma experiência única".

Bianca, aluna do Colégio Anísio Teixeira, também se mostrou entusiasmada com a experiência vivida. “O Caminhos do Mercosul é um concurso incrível que é capaz de nos introduzir em uma nova cultura e nos apresentar a novas realidades de outros países e pessoas”, resume. “Decidi me inscrever porque sempre me interessei em conhecer mais acerca do mundo e porque, se ganhasse, teria a oportunidade de conhecer um país que sempre me encantou: a Argentina. Tive apoio de alguns professores que, ao saberem que eu havia conseguido, ficaram muito felizes e desejaram as melhores coisas para essa nova descoberta."

Aluna do Colégio Presbiteriano de Guarulhos, Mellyssa fez uma narrativa em primeira pessoa e, na pesquisa, descobriu muito sobre o tema. “A Reforma Universitária de 1918 aconteceu na Argentina, tendo um impacto muito maior lá do que em qualquer outro país, apesar de ter impactado toda a América Latina”, explica. “Partindo desse princípio, não imaginava a imensidão da influência que ela teve no Brasil. Essa viagem me agregou o conhecimento sobre as influências que universidades tiveram após a Reforma Universitária. Fico muito feliz por ter escrito um trabalho com um tema tão importante para a história do nosso país”.

Durante os dias que passaram na Argentina, as três estudantes e os representantes dos outros países membros que ganharam o concurso percorreram lugares históricos em na capital, Buenos Aires, e em Córdoba, finalizando o passeio acadêmico e cultural nesta sexta, 5, em La Plata.

O Concurso Histórico-literário Caminhos do Mercosul ocorre a cada dois anos. Os brasileiros participam do evento desde a primeira edição, três das quais foram organizadas pelo MEC – que será responsável também pela próxima edição, em 2020.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página