Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Pesquisa revela empregabilidade de ex-alunos da rede federal
Início do conteúdo da página
Outras

Modelo de alfabetização vem do Paraná

  • Quinta-feira, 02 de agosto de 2007, 13h01
  • Última atualização em Sexta-feira, 03 de agosto de 2007, 12h12

Curitiba — O ministro Fernando Haddad, da Educação, declarou na tarde desta quinta-feira, 2, em Curitiba, que o modelo do programa Paraná Alfabetizado está sendo visto pelos técnicos do MEC como padrão para ser utilizado em outros estados.

O Paraná é um dos poucos estados da Federação onde a população até 15 anos apresenta indicador de analfabetismo inferior a 2%. “O problema é resgatar a dívida educacional que ficou para trás. São aquelas pessoas com mais idade e que não tiveram oportunidade de se alfabetizar”, disse o ministro.

O modelo paranaense consiste no envolvimento perfeito entre estado, município e sociedade civil. As prefeituras, com apoio de ONGs e da sociedade, mobilizam os alunos; o estado, por meio de bolsas, remunera os professores e oferece o apoio pedagógico.

Fernando Haddad cumpre agenda em Curitiba, onde foi recebido pelo governador em exercício, Orlando Pessutti, e pelo secretário de Educação, Maurício Requião. Na tarde desta quinta-feira, a Assembléia Legislativa do Paraná deve aprovar, em sessão ordinária, emenda à Constituição do estado que obriga investimentos de 30% da receita paranaense na educação. O ministro saudou a iniciativa e ponderou: “Esta é mais uma ação que o Brasil deveria copiar do Paraná”.

Nunzio Briguglio

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página